O que aprendi com Ross e Rachel; o casal mais amado de Friends

O que aprendi com Ross e Rachel
 

Ross (David Schwimmer) e Rachel (Jennifer Aniston) são, talvez, o casal mais lembrado e aclamado da televisão mundial. As trapalhadas da dupla, que ora estavam perdidamente apaixonados, ora brigados, foi o motivo da maioria das risadas de Friends (1994-2004). Os dois personagens são um bom exemplo de como construir um relacionamento. Da desculpa “nós estávamos dando um tempo” ao casamento acidental em Las Vegas, confira as principais lições que eles nos ensinaram:

Elenco de Friends se reúne em The Ellen DeGeneres Show

1. O primeiro amor pode ser o único verdadeiro. Demorou quase 30 anos, mas Ross finalmente conseguiu conquistar a sua paixão de infância provando que vale a pena acreditar no destino.

2. A amizade resulta em uma relação sólida. Antes de sair com Ross, Rachel acabou tornando-se amiga do irmão da colega de quarto. A proximidade ajudou a construir um namoro consistente, íntimo e cômico.

3. Cuidado com a frase “vamos dar um tempo”. Ross encarou isso ao pé da letra e saiu com a garota do xerox logo após o término do namoro. E já que tocamos neste assunto…

4. Nunca minta sobre os seus erros. Eles sempre acabam aparecendo! Seja na conversa de um amigo ou na fofoca do dono da cafeteria.

As seis séries que queremos ver no cinema

5. Não diga o nome errado em seu casamento. Freud explica este tipo de equívoco. E nem tente viajar na sua lua de mel com a ex.

6. Dê outra chance à um grande amor. Mas não o faça admitir todos os erros da relação, principalmente, após ler um carta de mais de 18 páginas. Afinal, um namoro é feito por duas pessoas.

7. Embriagar-se pode não ser a melhor solução para resolver os seus problemas. A bebedeira pode resultar em um bigode de caneta inocente e até em um casamento em Vegas.

8. O divórcio assusta muita gente, mas continuar casado secretamente não é melhor saída para o dilema.

Personagens de Friends tomavam café em excesso, diz estudo

9. Seja o que acontecer, continue amigo de seu ex. Tê-lo em sua vida pode ser melhor do que nunca mais o ver.

10. Uma declaração de amor exige grandes gestos. Não tenha medo de correr ao aeroporto e pedir mais uma chance.

Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *