Os robôs que marcaram a história da TV

Os robôs que marcaram a história da TV 2

Eles são ágeis, espertos, inteligentes e praticamente indestrutíveis. Se a imagem de um super-herói aparecer em sua mente, esqueça. Esta descrição é destinada aos robôs.

A inteligência artificial não é um assunto novo em séries. Uma das primeiras criações a contemplar a existência de máquinas inteligentes foi Agente 86 (1966-1969). Hymie ajudava o protagonista em inúmeras de suas missões a pedido do Controle.

Os três melhores momentos de espionagem

Com o passar dos anos, caricaturas de um ser artificial com inteligência própria começaram a surgir na televisão. Super Vicky (1985-1989) contava a história de uma menina andróide que tinha quase todas as qualidades de uma criança normal, mas era na realidade uma invenção de seu “pai”, o cientista Ted Lawson (Dick Christie). Data serviu de grande ajudar para Spock e os outros integrantes da nave de Star Trek: The Next Generation. Já Alpha 5, mesmo sendo um tanto inseguro, ajudou os Powers Rangers em grande parte de suas missões aqui na Terra.

Achados e Perdidos: Super Vicky

Em Perdidos no Espaço (1965-1968),  o Robô B9 auxiliou o Doutor Zachary Smith a sobreviver em outros planetas, a bordo da nave Júpiter 2. Outro viajante intergalático, foi O K-9, um dos primeiros pets artificiais que acompanhou o Senhor do Tempo em suas empreitadas (Doctor Who).

Nos desenhos animados, o destaque fica para Rosie, a empregada de The Jetsons, e Bender, o robô movido à álcool de Futurama.

Relembre, abaixo, os robôs mais carismáticos da TV.

• Por Julia Benvenuto

A equipe do Pop Séries! reúne as principais notícias e novidades das séries de TV.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *