The Strain: série de Del Toro marca o retorno dos verdadeiros vampiros

The Strain: confira cena do primeiro episódio

 

Não é nenhuma novidade que o diretor e roteirista Guillermo del Toro gosta de retratar contos fantásticos e histórias de horror. Sua filmografia é repleta de obras que fazem referência aos temas horripilantes da cultura pop, como O Labirinto do Fauno (2006), Hellboy (2004) e Pacific Rim (2013). Para a televisão, Del Toro decidiu se juntar ao escritor de terror Chuck Hogan para escrever uma atração sobre vampiros chamada The Strain. A ideia, inicialmente, já era que o projeto se tornasse uma série para televisão, entretanto o programa só foi aprovado pelo canal FX depois da publicação de três livros de sucesso nos Estados Unidos.

Um Drink no Inferno: série não abandona o espírito trash do filme

Existem muitas abordagens e muitas visões sobre a criação e comportamento dos vampiros, tanto no cinema quanto na TV. Esqueça os vampiros sedutores da escritora Anne Rice, deixe de lado os cômicos de Buffy: A Caça-Vampiros e os brilhantes e joviais da franquia cinematográfica Crepúsculo. Em The Strain, os seres mostram a sua face mais manipuladora e sinistra, se revelando monstros ancestrais que se escondem nas sombras mais obscuras da humanidade.

Na série, o horror inimaginável muitas vezes se confunde com um suspense que resulta em cenas com muito sangue e pedaços de corpos espatifados. A violência é exagerada o suficiente para homenagear obras como Drácula, de Bram Stocker, e uma infinidade de “Filmes B”. Esta aproximação com o trash é uma forma radical de mostrar a visão dos autores de que o gênero do horror é algo impactante, sobrenatural e longe da realidade.

O ator Corey Stoll interpreta o Dr. Ephraim Goodweather

O ator Corey Stoll interpreta o Dr. Ephraim Goodweather

Para realizar este difícil equilíbrio entre tensão, drama e sanguinolência, os produtores conseguiram um time de primeira linha na atuação. O papel principal de Dr. Ephraim Goodweather é feito por Corey Stoll, famoso por interpretar Peter Russo em House of Cards. Seus parceiros do CDC (Centro de Controle de Epidemias dos Estados Unidos) são a Dra. Nora Martinez e Jim Kent, respectivamente a atriz Mía Maestro, da série Alias e Crepúsculo, e Sean Astin, de Goonies e Senhor dos Anéis. Além disso, há veterano David Bradley que interpreta o velho caçador Prof. Abraham Setrakian, uma espécie de mentor no seriado, e o experiente Richard Sammel eleva o nível de atuação como o vampiro Thomas Eichhorst, inimigo de Setrakian por quase um século.

Comic-Con 2014: Del Toro fala sobre estética de The Strain

No seriado, existe um bom humor que permeia o drama entre os personagens. Há uma leveza na história que é bem desenvolvida e dá contrapontos aos momentos mais tensos. A boa direção dos episódios mostra que não existem cenas para enrolar o espectador e todos os cenários, figurinos e efeitos especiais são bem convincentes. Sendo assim, o programa não ofende a inteligência dos fãs e tem explicações plausíveis para os efeitos mais absurdos. Felizmente, a história não termina na primeira temporada, e a sua continuação está programada para 2015.

Imaginarium
André Natali
Formado em Audiovisual pela Universidade de Brasília e em Técnico de Direção Cinematográfica pela Academia Internacional de Cinema de São Paulo. No Pop Séries!, é responsável pelas análises de seriados épicos e adaptações do cinema para a TV.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Newsletter do Pop Séries!Inscreva-se
+ +