Doutor Estranho aposta em carisma de Benedict Cumberbatch

filme doutor estranho
Sephora BR

Benedict Cumberbatch é um nome cobiçado no mundo televisivo, principalmente, por sua participação em Sherlock. Doutor Estranho, que estreia nesta quinta-feira (2) no Brasil, tem a missão de introduzir um personagem pouco conhecido dos quadrinhos (mas que existe desde a década de 1960) a uma nova leva de fãs da Marvel. E, em parte, o longa funciona devido ao carisma de seu protagonista.

Sherlock ganha data de estreia

A narrativa foca na jornada de Stephen Strange, um prepotente neurocirurgião que perde a sua habilidade de exercer a medicina após um acidente de carro. Sem alternativas para recuperar o movimento de suas mãos, o médico embarca em uma jornada espiritual na esperança de encontrar uma cura mística para o seu problema. No entanto, magia não é um termo presente no repertório de Strange, que luta em acreditar que há mais mistérios do universo do que a ciência pode explicar.

Com pouca confiança em seus dons, o personagem passa a trilhar o caminho que, assim como o time dos Vingadores, o levará ao heroísmo. Só que diferente de outras histórias já apresentadas da franquia de quadrinhos a tragédia pessoal do Doutor Estranho não está centrada na morte de um ente familiar. Tanto Thor como Tony Stark perderam seus pais e O Homem-Aranha seu tio. O catalisador da transformação é interno – algo que, talvez, Hulk enfrentou em sua própria jornada. E, por esse motivo, o longa-metragem consegue apresentar com astúcia e bom humor uma proposta diferente do que já visto até então.

Leia entrevista com Benedict Cumberbatch 

O elenco conta também com a participação de Chiwetel Ejiofor (Mordo), Rachel McAdams (Christine Palmer) e Mads Mikkelsen (Kaecilius). A direção é de Scott Derrickson (O Exorcismo de Emily Rose), que consegue imprimir um bom ritmo a narrativa recheada de efeitos especiais convincentes.

Vale lembra que o filme abre portas para possíveis crossovers com outras produções do estúdio. Capitão América: O Soldado Invernal conseguiu unir personagens inesperados na franquia e, pelo que tudo indica, Strange estará presente no enredo de Thor 3. Com certeza, o encontro do herói com Loki seria uma ocasião a despertar o interesse do telespectadores.

Mais críticas de cinema
 
 

Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Newsletter do Pop Séries!Inscreva-se
+ +