NYCC 2016: retorno de Moriarty e mais spoilers da 5ª temporada de Elementary

elementary NY Comic Con 2016

Glee: assista às primeiras cenas da quinta temporada 2

A saga de Sherlock Holmes caminha para um novo objetivo na quinta temporada de Elementary.

Se o detetive buscou o caminho da redenção por seus erros nos anos anteriores, o tema dos novos episódios é “reparação”, como definiu a atriz Lucy Liu durante entrevista ao Pop Séries!.

Jonny Lee Miller e o criador da série Robert Doherty também participaram do bate-papo, cujos melhores momentos você confere abaixo.

Guia de episódios de Elementary

Gancho com a narrativa. Parte da inspiração de Miller para transpor Sherlock para o século 21 está nas obras de Arthur Conan Doyle, que originaram a história. “Mesmo que o nosso show seja bem diferente – de lugar e tempo – há muitas similaridades com os livros. Toda vez que encontro algo que não tenha visto ainda na tela, eu faço uma anotação e tento trazer isso comigo. Ele [Sherlock] se preocupa com as pessoas no livro, com o ‘perdedor’, e acho que muitas encarnações de Sherlock são muito duras quanto a isso, o que é legal, mas quero fazer alguém com uma conexão diferente”, analisou Miller.

Além de Clyde, há espaço para um cachorro na vida do protagonista? “Há um cobra a caminho, mas ainda não é um pet. Acho que ele tem uma relação de amor e ódio com sua a tartaruga”, ponderou Miller.

Quiz: descubra os segredos de Sherlock Holmes

Novo homem na vida de Watson. O show busca trilhar o caminho da transformação em seus personagens e Shinwell Johnson (Nelsan Ellis) será um deles. “Esta é uma pessoa que está danificada, que está assim por um tempo, e que quer mudança. E ele se aproxima de Joan ao mesmo tempo que Sherlock constata que ela está um pouco no extremo. ‘Ela continuará a trabalhar como a sua parceira ou moverá para algo diferente?’”, explicou Liu.

Preconceito. A abordagem ousada de transformar o melhor amigo de Holmes em uma mulher nem sempre foi aceita pelo público e a crítica. “Houve questionamentos porque Watson era uma mulher e alguém que não era caucasiana. Ninguém disse exatamente isso … é como pegar algo que é clássico e tentar reformá-lo”, revelou Liu que também ponderou sobre o desafio de quebrar estereótipos em Hollywood. “Mesmo quando fiz Charlie’s Angels, não era a primeira escolha para ser uma delas. Mas você coloca pessoa lá e testa. As pessoas gostam ou não.”

Elementary: veja promo da quinta temporada

Londres, mais uma vez? A visita de Sherlock à Inglaterra será um dos episódios mais lembrados pelo elenco e os telespectadores. Há esperanças para um retorno, no entanto, nada concreto ainda está definido. “Adoraria voltar. Essa foi uma das semanas mais incríveis da minha vida. É fenomenal, mas muito caro. Não está fora das possibilidades. Temos em mente é que tem ser diferente do episódio que filmamos lá… podemos voltar sem nos repetir? Acho que sim. E quem sabe iremos para um lugar diferente na próxima. Quem sabe o Brasil?”, disse Doherty.

Reunião familiar. Esta é intenção no futuro, contou Doherty: “Não há nada de imediato, mas estamos sempre conversando com Rhys Ifans, que interpreta Mycroft. Tentamos muito no ano passado trazer todos os Holmes juntos e não conseguimos… E temos John Noble. Não poderíamos ter tido um melhor momento com ele e o liberamos para outros projetos.”

Queremos Moriarty! A possibilidade do retorno de Natalie Dormer para uma participação especial na quinta temporada está cada vez mais concreta. “Tentava acompanhar Game of Thrones e estava quase naquele episódio e meu telefone tocou e me deram o spoiler. Estou ciente, porque finalmente assisti ao final da temporada. Mas eu não vi um corpo, não estou ainda convencido”, brincou o produtor. “Natalie foi gentil demais por nos deixar em contanto durante estes anos e tivemos conversas de planos maiores para Jaime. Game of Thrones nunca foi o único obstáculo em nosso caminho, ela trabalha muito. Mas nós todos queremos que isso aconteça.”

Imaginarium
Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Newsletter do Pop Séries!Inscreva-se
+ +