NYCC 2016: Natal, 10ª temporada e mais de Doctor Who

Doctor Who: onde está o protagonista?

Glee: assista às primeiras cenas da quinta temporada 2

  • De Nova York

Mesmo com grandes mudanças no elenco de Doctor Who, os fãs do seriado devem esperar por episódios mais emocionantes na décima temporada.

Durante a NY Comic-Con 2016, o Pop Séries! conversou com o protagonista da ficção científica, Peter Capaldi, e com os produtores Steven Moffat e Brian Minchin.

Confira, a seguir, os principais destaques do bate-papo:

Nova companhia

Com Clara (Jenna Coleman) viajando pelo e tempo e espaço na esperança de se livrar da morte, o Doutor terá uma nova companhia nos capítulos que estreiam em abril de 2017. “É uma nova aproximação, precisamente porque você o está vendo por novos olhos. Trabalhamos muito para descobrir em qual ângulo gostaríamos de vê-lo. Como sempre digo, o show não se chama Doctor e sim Doctor Who“, explicou Steven.

Bill (Pearl Mackie) revelará um lado inesperado do protagonista ao público. Como explica Capaldi: “É interessante porque Jenna, que interpretava Clara, estava presente na linha temporal dele, ela vinha da sua realidade. E agora ele terá que apresentar para sua nova companheira a realidade cósmica que vive. É preciso um grande roteiro para fazer isso. Acho que ele escolheu essa pessoa – embora, ela tenha praticamente invadido a TARDIS.”

Heaven Sent

Criar uma prisão sobrenatural não foi algo fácil para equipe e os atores da série. No entanto, o episódio foi um dos mais aclamados da nona temporada. “Eu o fiz infeliz por um tempo. Ele estava afastado de outras pessoas. Então, sozinho, ele é determinado, heroico e impecavelmente moral, mas não é feliz. Eu gostei do final, dos seus socos de bilhões de anos”, comentou Steven, que assinou o roteiro do capítulo em questão.

“Estava desesperado, não aguentava mais escutar a minha própria voz”, brincou Peter.

Class: veja promo do spin-off de Doctor Who

Décima temporada

“A série está conectada a coisas que existem em nosso mundo. Na décima temporada, teremos um episódio focado em uma clássica casa assombrada e é aterrorizante”, revelou Brian. A ideia é que o show conquiste cada vez mais audiências que ainda não conhecem a saga do Senhor do Tempo.

Doctor Who pode ir de uma cidade em outro planeta para um casa mal assombrada. E o Doutor e sua companheira, como personagens, podem fazer esta mudança com facilidade”, analisou Peter.

Mensagem da série

“Acho que o Doutor não é humano ou alienígena, ele é um estrangeiro no mundo. E isso é uma conexão, todos nós nos sentimos assim… Não divulgamos somente a cultura britânica, gostamos de coisas diferentes. Se quiser fazer um show de sucesso, faça algo local”, argumentou Steven que se disse animado com a resposta que tem recebido dos brasileiros.

“Estou realmente encantado com a resposta da América Latina ao show. Surpreendeu-me os sentimentos das pessoas comigo e a autenticidade destes fãs”, comentou Peter.

Guia de episódios de Doctor Who

doctor who especial natal 2016

Especial de Natal de Doctor Who embarca no mundo dos super-heróis

Crossover com Sherlock?

Desculpe, mas não vai a acontecer. Nas palavras de Steven: “Não é que ninguém no show não queria, o problema sou eu. Acho que nunca seria bom o quanto você desejaria e também você não precisa destes dois loucos em um show. Houve diversos doutores você percebe porque teve somente um destes bastardos por vez. Você teria que trancá-los só para poder deixá-los quietos”, brincou.

Especial de Natal

No dia 25 de dezembro, às 22h30, o canal Syfy transmite junto com a Inglaterra o especial de final de ano de Doctor Who. A proposta é levar o protagonista para Nova York, onde contará com a ajudar de herói local (Justin Chatwin). “O Doutor precisa de um super-herói e, neste caso, ele é um de seus amigos. É um episódio engraçado, com aventura, um dos melhores que já fizemos”, comentou Steven.

Imaginarium
Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Newsletter do Pop Séries!Inscreva-se
+ +