Blade Runner 2049 cria sequência envolvente para clássico

 

Lançado em 1982, o filme Blade Runner, o Caçador de Andróides trazia uma visão de futuro perturbadora para os telespectadores. Na história, uma grande corporação desenvolve rôbos capazes de exercer atividades extremas e que, por isso, são utilizados pela humanidade como escravos.

Mas os replicantes, como são conhecidos, provocam um motim e agora são caçados pelo esquadrão especial da polícia. Harrison Ford interpretava uma dos integrantes do grupo, Rick Deckard, que acaba se apaixonando por um dos rebeldes.

Carrie Fisher revela que teve um caso com Harrison Ford em Star Wars

Blade Runner 2049 (estreia 5 de outubro, no Brasil) é a continuação do clássico de ação e tem como missão preencher as lacunas que ficaram sem reposta por mais de 35 anos desde o lançamento da franquia de ficção científica. A trama introduz K (Ryan Gosling), um caçador que persegue a sua própria espécie e que se depara com uma grande revelação em uma de suas missões: a descoberta da existência de um filho, fruto do amor de uma replicante e um humano.

A partir daí, o protagonista passa a questionar a sua vida e seu papel no mundo. Só por que são criados os replicantes não possuem alma? Qual é a origem de suas memórias? A jornada de K o leva a encontrar o paradeiro de Deckard, que se isolou na esperança de proteger o filho.

La La Land: Ryan Gosling brilha em musical 

Com boas cenas de ação, uma trilha sonora impecável e um suspense envolvente, Blade Runner 2049 promete conquistar um novo público, que ainda não tinha tido contato com o primeiro longa-metragem. Além disso, o carisma e competência de Gosling podem dar impulso para a produção de um terceiro filme da saga. Afinal, reviver antigas histórias não é algo inédito para Hollywood  – e muito menos para Ford.

 

Julia Benvenuto

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese “A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Newsletter do Pop Séries!Inscreva-se
+ +