NET conquista 1 bilhão de streaming, mas sem produzir conteúdo próprio

tv por assinatura

Assistir à programação da TV na hora que quiser e do modo que preferir é uma realidade no Brasil.

Com o advento dos serviços de streaming, grandes canais têm investido pesado em novos modelos de negócio para América Latina, como a Fox Premium e a HBO GO.

O serviço de assinatura ganhou impulso com a popularização e comodidade oferecida. O mesmo aconteceu com as operadoras de televisão.

HBO GO chega ao Brasil

A NET comemorou em 2017 a marca de 1 bilhão de streaming em sua plataforma. Assim, o telespectador pode assistir a um episódio que perdeu dentro do NOW, dias após a sua exibição (e agora o mesmo serviço passa a ser oferecido aos assinantes da Claro HDTV).

Em coletiva à imprensa, o CEO de mercados residenciais Daniel Barros afirmou que o sucesso da empreitada está ligado ao fato que “95% do assinantes não pagou nada a mais pelo conteúdo on-demand.” O sistema já possui mais de 30 mil conteúdos disponíveis e, se quiser, o consumidor pode ainda locar filmes que acabaram de sair do cinema.

Mesmo com os bons resultados, a NET afirma que não pretende construir programas próprios para a plataforma, como realizou no México. A empresa está concentrada em enriquecer o seu catálogo e patrocinar programa de incentivos para jovens talentos.

Conheça os lançamentos da Netflix

Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *