Supernatural: detalhes de Wayward Sisters e do encontro com Scooby

supernatural temporada 13
 

O Pop Séries! conversou com o criador de Supernatural, Robert Singer, que deu dicas do que esperar da estreia da spin-off da série, com estreia marcada para hoje (18) na TV americana.

Durante o encontro, o produtor revelou detalhes da dinâmica da 13ª temporada: “No ano passado, focamos na família estando junta novamente, o retorno da mãe, e acabamos com isso no final. Então, estamos tratando de como eles vão lidar com esta separação de forma emocional”.

Outro assunto da conversa foi o encontro dos irmãos Winchester com Scooby-Doo, que deve acontecer em 2018.

Confira o bate-papo:

POP SÉRIES! – Como será o encontro dos protagonistas com Scooby?

ROBERT SINGER – Todos ficaram ansiosos com esta ideia. Os meninos já gravaram as suas partes de crossover e será uma das nossas maiores empreitadas. Digamos que três quatros do episódio será em animação. Eu vi alguns testes do Sam e Dean trabalhando com o Scooby … e é fantástico! Estou muito confiante que as pessoas vão gostar do que fizemos. É um longo processo, começamos a trabalhar na ideia em janeiro do ano passado e finalmente conseguimos fazer dar certo.

Danneel Ackles ganha papel em Supernatural

* Veremos mais dos Homens de Letras na 13ª temporada? Ou de outras organizações secretas?

RS – Continuaremos fazendo referência aos Homens de Letra mais nada muito grande. No ano passado, eles eram uma grande parte da história e não planejamos algo assim em termos da organizações. Queremos fazer alguma coisa mais pessoal, ainda mais com a questões dos outros mundos… tem uma coisa única nisso.

Confira o promo de Wayward Sisters

*O que você pode revelar sobre a trama do spin-off Wayward Sisters?

RS – O spin-off tem a Xerife Jody Mills e algumas garotas. Uma delas é mais nova, a neta de Missouri Moseley, e tem habilidades psíquicas. Não é um show da estrada, como Supernatural, será mais em um local e elas vão lidar com problemas relacionados a uma abertura para o inferno. Não como onde Mary está, este é mais como um mundo dos monstros. Conversamos sobre um spin-off por anos e Jody é uma personagem muito querida, além disso é uma série com muito poder feminino. Achamos que seria muito legal fazer isto, após 12 anos lidando com coisas esquisitas.

 

Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *