‘Três Anúncios Para um Crime’ retrata a luta de uma mãe por justiça

 

O que você faria se sua filha fosse estuprada e brutalmente assassinada em uma pequena cidade e após sete meses nenhuma pessoa foi culpada pelo crime? Qual seria a sua reação? Esta é a condição de Mildred, que cansou da passividade da polícia e decidiu alugar três outdoors para protestar contra o detetive Bill Willoughby (Woody Harrelson). Esta é a premissa do tocante filme Três Anúncios Para um Crime, um dos favoritos ao Oscar 2018.

Confira os indicados ao Oscar 2018

Protagonizado pela brilhante Frances McDormand, o longa-metragem é intenso ao despertar a instinto mais primitivo do ser humano para conquistar o que deseja. Mildred é radical e incansável em sua jornada, sem poupar comentários brutais – porém verdadeiros – sobre a incapacidade de se solucionar o assassinato. Mesmo para isso ela exija que Willoughby – que está com câncer terminal – passe seus últimos momentos exercendo as suas funções profissionais.

Mildred (Frances McDormand) enfrenta a ignorância de Dixon (Sam Rockwell)

Três Anúncios Para um Crime é uma produção intimista, dirigido por Martin McDonagh, em que o drama está presente em cada cena e em cada diálogo. Há alguns momentos pautados por um humor sarcástico em que o riso é despertado pela sinceridade e pela impulsividade dos personagens.

Veja crítica de ‘Lady Bird: É Hora de Voar’

Por conta disso, a interpretação de seus atores se torna tão magnífica. Sam Rockwell – que vive o policial Dixon – brilha ao despertar no público a indignação por seu comportamento preconceituoso, ignorante e asqueroso do americano que é o típico eleitor de Donald Trump.

Ao longo do filme, as ações de Mildred despertam empatia, mesmo que elas não sejam justificáveis ou corretas. Além disso, mostra o quanto um ser humano obstinado é capaz de ser suscetível ao erro e afetar a vida de pessoas inocentes, que também possuíam a vontade de ajudá-la. No final das contas, a protagonista mostra ter muito caráter e compaixão para se igualar ao comportamento de um assassino.

The Post é um manifesto americano à liberdade de imprensa

O filme estreia no dia 15 de fevereiro em circuito nacional. Assista ao trailer abaixo:

Amanda Negrini
Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *