Final de Once Upon a Time resgata origem da série

Quando Adam Horowitz e Edward Kitsis anunciaram que levariam a trama de Once Upon a Time, com uma versão adulta de Henry como protagonista, os fãs ficaram com o pé atrás.

Afinal, nomes importantes do show não fariam mais parte da sétima temporada – entre eles, Jennifer Morrison (Emma), Ginnifer Goodwin (Branca), Josh Dallas (David) e Emilie de Ravin (Bela).

Assista ao trailer da 7ª temporada de Once Upon a Time

Com uma incrível habilidade para recriar os contos de fadas, a dupla de criadores foi feliz ao elaborar um novo universo de personagens, mas com vilões já conhecidos pelo público.

Henry, agora interpretado por Andrew J. West, sai de Storybrooke em busca de uma nova aventura. Emma e Gancho estão esperando o primeiro filho e cabe a Regina ajudar o filho a descobrir o seu destino. No mundo encantado, o personagem conhece Jacinda/Cinderela e começa a sua própria família. Mas uma maldição leva toda a população local para uma terra desconhecida, em nossa realidade. Um pouco clichê, não?

Embora a premissa utilizada para reconfigurar o show tenha se amparado na narrativa da primeira temporada, novos nomes adicionados ao elenco. Tilly/Alice (Rose Reynolds) e Lucy (Alison Fernandez) conquistaram rapidamente a simpatia do público.

Once Upon a Time: promo do final da série está emocionante!

Desprovidos de suas memórias, Rumple e Regina (Lana Parrilla) percorreram um longo caminho até perceberem que a vida de Henry estava em perigo. E os fãs, finalmente, descobriram que os antigos vilões agora se transformaram em heróis, dignos de um final feliz.

Rumple viveu anos com Bela, em uma espécie de realidade paralela, até a morte de seu grande amor. A partir daí ele buscou por formas de livrar-se de sua maldição e, para isso, enfrentou o seu maior inimigo: a outra versão de si mesmo. No final, o personagem se sacrificou para salvar a vida de todos que amava e teve o seu reencontro com Bela.

Veja mais entrevista com o elenco de OUAT

Já Regina libertou todos da maldição e os levou para Storybrooke – com a ajuda de Branca e David. A ex-vilã conseguiu reunir todos os mundos encantados na cidade e foi coroada rainha por Emma.

No mais, a sétima de temporada de Once Upon a Time não foi a melhor da série. No entanto, conseguiu proporcionar um desfecho satisfatório que provou que nem todo final feliz termina com um grande amor. Como Regina, que encontrou a sua redenção por meio de sua família e amigos.

Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *