Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald revisita cenários e personagens de Harry Potter

animais fantásticos 2
 

Com estreia marcada para 15 de novembro no Brasil, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald apresenta a sequência para a história de Newt Scamander (Eddie Redmayne) e seus amigos após os eventos de Nova York.

O longa-metragem é baseado nos livros de J. K. Rowling, que após anos do sucesso de Harry Potter, conseguiu criar uma narrativa tão interessante e surpreendente quanto à sua percussora. Na sequência, Newt enfrenta acusações no Ministério da Magia por suas ações fora do país. Mas Albus Dumbledore (Jude Law) tem outros planos para o seu antigo aluno. Ele o convence de uma difícil missão: a de capturar Gellert Grindelwald (Johnny Depp) que, fora da cadeia, coleciona milhares de seguidores bruxos “puro sangue”.

Assista ao trailer de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

Comparado ao primeiro filme, Animais Fantásticos e Onde Habitam, a continuação não tem uma trama tão cativante. Os pets de Newt (com destaque para o adorável Pelúcio) continuam a aprontar fora do domínio de sua mala. E, não se engane, é recompensador ver novamente Hogwarts nas telas do cinema. Aliás, algumas das referências à Harry Potter revelam um segredo avassalador, algo que Rowling consegue desenvolver com maestria em suas obras.

No entanto, a adaptação peca em alguns aspectos. Johnny Depp está longe de ser um vilão tão assustador e impiedoso que Voldemort. Talvez, o personagem ainda não tenha tido a oportunidade de se revelar completamente – algo que, quem sabe, está reservado para os próximos filmes da franquia.

Relembre os acontecimentos de Animais Fantásticos e Onde Habitam 

Falta também mais cenas entre os protagonistas – Newt, Jacob, Queenie e Tina (Katherine Waterston) – que garantem as cenas mais descontraídas da trama. Mas essas ressalvas não compromete, de forma alguma, o esplendor do longa-metragem. Aliás, Jude Law como Dumbledore está imperdível e as cenas de “lutas mágicas” acontecem logo no início da trama. A prova que Animais Fantásticos é um presente para os fãs de Harry Potter que, junto com o bruxo, cresceram nas telas do cinema.

 

Julia Benvenuto
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *