Entrevista: Bryan Cranston fala sobre 3ª temporada de SuperMansion

supermansion bryan cranston
 

O Crackle estreia hoje (26) o episódio especial de Ação de Graças de SuperMansion. A animação conta com produção e dublagem de Bryan Cranston, conhecido por protagonizar Breaking Bad.

A trama acompanha um grupo heróis irrelevantes e impopulares. Liderados por Titanium Rex, ele vivem na mesma mansão e tentam sobreviver aos dias de hoje.  A animação também conta com as vozes de Keegan-Michael Key, Chris Pine e Yvette Nicole Brown.

Breaking Bad vai ganhar um filme!

Durante a NY Comic-Con 2018, o ator e os criadores do programa conversaram com a imprensa sobre terceira temporada. Além disso, Cranston comentou  – com muito bom humor – os desafios de atuar como dublador.

Acompanhe o bate-papo abaixo:

Pop Séries! – Qual é a parte mais divertida de fazer uma animação?

Bryan Cranston – Eu acho que o maior desafio é você pegar um roteiro medíocre e transformá-lo em algo magnífico (risos). Eu me sinto como Rumplestiltskin (risos). Para ser honesto, não é muito trabalho superar as expectativas dos produtores.  Brincadeiras à parte, é fantástico ver o trabalho pronto. Quando você assiste o personagem se mexendo com a voz que você criou.

* Como é o Bryan Cranston como produtor executivo?

BC – Eu acho importante que pessoas que trabalham para você tenha medo e respeito. Eu tento estimular esse tipo de medo! No início de cada temporada, eu demito alguém e ninguém sabe quem será essa pessoa. Acho que isso cria um espirito de camaradagem (risos). Na verdade, SuperMansion é uma das quatro produções que a minha empresa está envolvida e se todos fossem como esta, seria um paraíso. É como dançar sob margaridas.

Breaking Bad: elenco se reúne na San Diego Comic-Con 2018

*Supermansion teve um episódio ambientado na Comic-Con. Ele foi baseado em alguma historia real?

BC – Certamente (risos). Você já deve ter ouvido falar do lendário painel de SuperMansion. Basicamente, todas as pessoas que estavam esperando o painel de Timeless, que era depois do nosso horário. Nós estávamos nos bastidores e perguntamos: “Quantas pessoas temos? E alguém disse 25. Eu pensei 25.000, que maravilha! Não, eram apenas 25 e 24 estavam lá por conta do Timeless. (risos). Foi um tragédia. Teve também algumas cenas inspiradas em experiências dos produtores no Artist Alley.

*Qual é o maior desafio em dar voz a um personagem de animação?

BC – Quando consigo mergulhar em um personagem, eu me sinto muito confortável. Eu provavelmente sou o pior dublador do show. Eu faço porque é desafiador para mim. Eu acho fantástico ser capaz de contar uma história somente usando a sua voz. […] Quando nós começamos com o show, há quase cinco anos atrás, nós chegamos a conclusão que precisamos de uma boa base narrativa. Engraçada sim, mas ninguém liga se você não sente empatia pelos personagens. Pode parecer ridículo, mas é a nossa base.  E assim, quando você adiciona o humor você tem algo que merece ser visto.

Acompanhe mais notícias da NY Comic-Con 2018

Assista abaixo ao promo de A Prayer for Mister T: A SuperMansion Thanksgiving Special:

SuperMansion Bryan Cranston

Amanda Negrini
Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *