Terceira temporada de 'Westworld' explora novo mundo, mas cria trama simplista » Pop Séries
CríticaWestworld

Terceira temporada de ‘Westworld’ explora novo mundo, mas cria trama simplista

Por 6 de maio de 2020 Sem Comentários
westworld

Um dos grandes trunfos de Westworld sempre foi a sua narrativa labiríntica, que por meio de flashbacks e recortes da realidade criava um desafio sedutor para o telespectador.

Dito isso, é uma pena que a terceira temporada da série tenha adotado um roteiro mais simplista, justamente no momento em que Dolores e outros integrantes do parque desbravavam o nosso mundo – ou pelo menos, uma versão futurista dele.

Os novos episódios começam com Dolores (Evan Rachel Wood) livre do parque gerido pela Delos e colocando o seu plano de “destruir” a humanidade em ação. Logo, descobrimos que personagem conseguiu dividir a sua inteligência artificial e memórias em quadro esferas diferentes. Com isso, ela conseguiu ampliar a sua ação e colocar-se em pontos importantes para o triunfo do plano: como uma cópia de Charlotte Hale (Tessa Thompson), morta na segunda temporada.

Assista ao trailer da 3ª temporada de Westworld

Por volta do segundo capítulo, o espectador acaba descobrindo que poucos nomes do parque estariam presentes neste novo ambiente, o que foi extremamente decepcionante. Aaron Paul até é uma adição interessante ao elenco, embora o seu papel do ex-soldado Caleb Nichols seja muito menos interessante do o de Rodrigo Santoro, que teve a sua participação subaproveitada durante a temporada. O mesmo pode se dizer de Jeffrey Wright, que interpreta Bernard Lowe, e apareceu em poucas cenas tentando decifrar os planos de Dolores.

O destaque ficou mesmo para Evan e Thandie Newton, Maeve Millay, que teve um dos arcos mais interessantes durante os capítulos. Mais especificamente, o segundo episódio, intitulado The Winter Line, trouxe de volta a narrativa típica de Westworld que os fãs do seriado tanto queriam ver. Presa em uma ficção, Maeve acaba despertando da ilusão que lhe foi imposta e tomando as rédeas de seu destino mais uma vez.

westworld 3 temporada

Arco narrativo de Maeve Millay foi um dos mais interessantes da 3ª temporada

É uma pena que os criadores, Lisa Joy e Jonathan Nolan, sentiram a necessidade de simplificar a narrativa para o público. Westworld nunca foi um show para as massas, era algo único e desafiador, que a HBO defendia tanto em sua programação.

No final, Dolores acaba dando a sua vida (pelo menos em sua versão original) para derrotar a inteligência artificial que comanda a humidade, causando o caos com a possibilidade de livre arbítrio, mas dando uma alternativa para nós construirmos uma sociedade melhor. Para isso, ela teve que derrotar o esquecível vilão Engerraund Serac (Vincent Cassel, que já teve papéis muito mais memoráveis).

Quanto ao mundo seguro para sua espécie, apenas Bernard conseguiu visualizá-lo ao final da temporada e será um dos temas da quarta temporada. E o Homem de Preto (Ed Harris)? Bom, ele sobreviveu mais uma vez … se é que você torcia por isso.

Loading...
Julia Benvenuto

Julia Benvenuto

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.