Skip to main content

Filme da DC estreia em 17 de agosto nos cinemas

Besouro Azul estreia nos cinemas com uma complicada missão: cativar o público dos quadrinhos com mais um história de origem, ao mesmo tempo que tenta se desvincular de todo o trama vivido pela empresa nos bastidores, que está sob a nova direção de James Gunn.

Os protagonistas, Xolo Maridueña e a Bruna Marquezine, conseguem captar a simpatia do público como um casal jovem e talentoso e que apresentam um herói latino ao time que já conhecemos. A química entre os dois é cativante dentro e fora das telas.

Neste aspecto, o público vai se identificar com Jamie Reyes, um jovem adulto em busca de sucesso, e Jenny, herdeira das empresas de tecnologia Kord que tem um passado secreto. Na história, é claro, existe uma vilã: a tia de Jenny, Victoria Kord, interpretada por Susan Sarandon, e que não mede esforços para encontrar um objeto alienígena de muito poder. Com o escaravelho, o seu hospedeiro torna-se invencível.

É claro que ele não é um dos integrantes mais famosos da DC, o Super-Homem, o Batman e até Shazam são mais conhecidos. Mas a decisão de modificar o enredo original dos quadrinhos, sem apresentar o primeiro nome que vestiu a armadura, e colocar o jovem Jamie no papel é muito inteligente.

A aposta é ampliar o universo até então conhecido de heróis e explorar novas história. Só que num momento tão conturbado, tudo fica mais difícil. No fim, Besouro Azul precisa de um sucesso de bilheteria para ter futuro. E nem o The Rock foi capaz de conseguir o lucro almejado pela DC com o filme do anti-herói Adão Negro.

Leia mais:   'A Batalha do Biscoito Pop-Tart' mostra guerra pelo café da manhã

Besouro Azul vai conquistar o público pelos personagens peculiares, com muita similaridade a família brasileira, e também pelas referências hilárias à cultura pop, como Chapolin e Maria do Bairro. Em seu primeiro papel em Hollywood, a Bruna não decepciona, é um orgulho nacional.

Susan Sarandon é uma atriz com talento e peso invejável embora, assim como outras produções da DC, parece que o seu potencial como uma super-vilã foi mal aproveitado. Fica devendo para Viola Davis como Amanda Waller em Esquadrão Suicida.

O longa abre espaço para uma continuação em suas cenas pós-créditos. O futuro ainda é incerto. Mas com a notícia de que James Gunn decidiu voltar atrás e produzir o terceiro filme da franquia da Mulher-Maravilha com Gal Gadot, tudo é possível. Xolo disse que interpretaria o herói por anos. O tempo dirá!

Origem do Besouro Azul nas HQs

A jornada do Besouro Azul começou nas mentes criativas de Steve Ditko e da Charlton Comics na década de 1960. Ted Kord, o homem por trás da máscara, foi apresentado como um prodígio científico e atleta exímio. Ao descobrir a trama de um vilão, Ted  adotou o manto do herói, empregando sua engenhosidade para criar uma tecnologia incrível.

Dentre as razões pelas quais o personagem se destaca, a personalidade única de Ted Kord é certamente uma delas. Ao contrário de muitos outros heróis sombrios, ele irradia um senso de humor descontraído e otimismo contagiante. Sua abordagem descontraída para o crime combina habilmente com sua dedicação inabalável à justiça, tornando-o complexo e interessante.

Leia mais:   Beetlejuice 2: veja trailer da sequência de Tim Burton

Já a icônica armadura do Besouro Azul é uma maravilha tecnológica por si só. Com recursos avançados que variam de asas retráteis a dispositivos de rastreamento de última geração, ela é um reflexo do intelecto brilhante de Ted Kord. E essa fusão de ciência e super-heroísmo adiciona uma camada extra de fascínio à história do Besouro Azul.

Aventuras nos quadrinhos

Ao longo de sua trajetória, o Besouro Azul cruzou caminhos com diversos outros heróis e heroínas notáveis da DC. Uma das parcerias mais memoráveis foi com o Gladiador Dourado, resultando em uma dinâmica única e cômica que cativou os leitores. Essas alianças não apenas enriqueceram a narrativa, mas também solidificaram o herói como uma figura importante no universo compartilhado.

Do enfrentamento de organizações criminosas a batalhas épicas contra ameaças interdimensionais, as aventuras do Besouro Azul abrangem um espectro diversificado de desafios.

O legado do personagem transcende as páginas dos quadrinhos. Sua influência se estende para outras mídias, incluindo animações e adaptações para a televisão, conquistando novos públicos e mantendo sua popularidade.

besouro azul

Bruna Marquezine em Besouro Azul

Organize sua maratona com o nosso Planner!