The Walking Dead: crítica da 9ª temporada da série
CríticaThe Walking Dead

The Walking Dead: 9ª temporada é marcada por trama apática e debandada de atores

Por 6 de abril de 2019 Sem Comentários
the walking dead 9 temporada

A nona temporada de The Walking Dead foi decisiva para marcar uma nova fase da série. Afinal de contas, seu protagonista – Andrew Lincoln – decidiu deixar o programa após longos anos interpretando Rick Grimes. Sua saída foi anunciada abertamente para os fãs e até como uma estratégia para que eles especulassem e criassem diversas teorias sobre o seu fim.

The Walking Dead: Danai Gurira, a Michonne, deixará a série após 10ª temporada

A verdade é que a vinda de Angela Kang como nova produtora executiva trouxe bons episódios no início da temporada. A sensação era que o seriado tinha voltado as suas origens e depois de uma longa guerra entre os humanos, o apocalipse zumbi tinha retornado à pauta. A construção de uma nova sociedade era um rumo assertivo a ser seguido.

Porém, tudo foi arruinado com a final escolhido para Rick. É preciso dizer que a construção do episódio, intitulado What Comes After foi primorosa. O público foi agraciado com a participação de antigos personagens com um ótimo tom de nostalgia. Mas deixar Rick vivo significou mostrar aos fãs que The Walking Dead não tem coragem suficiente para matar seus protagonistas.

the walking dead 9 temporada

Alpha foi o grande destaque desta temporada de The Walking Dead

Ampliar o universo da série para uma trilogia de filmes que explora Rick em outras situações pode ser atrativo e bem lucrativo para o canal. Porém, você acredita mesmo que o personagem seria capaz de viver longe de seus familiares e de seus amigos queridos? A moral e a boa conduta do personagem não permitem esse desvio na trama. Mesmo que seja mais dolorosa para os fãs, a morte de Rick mostraria mais dignidade de seus criadores.

O salto temporal trouxe grandes oportunidades de recomeço para alguns personagens. Daryl ganhou mais destaque, Judith foi um excelente ganho e o surgimento dos “Sussurradores” mostrou que ainda podemos esperar por grandes maldades. Entretanto, a narrativa – mais uma vez – se tornou arrastada demais. Tudo se tornou apático até o esclarecimento da mudança de comportamento de Michonne e a represália de Alpha.

The Walking Dead: Khary Payton, o Ezequiel, pode deixar a série após 9ª temporada

Talvez a falta de credibilidade da trama seja o grande motivo da baixa de audiência do programa e da debandada geral de atores. Os produtores eliminam personagens secundários que não despertam saudades. Onde está aquele frio na barriga em torcer pelos seus favoritos? Jesus, Enid, Henry e Tara podem até ser queridos, mas fazem alguma diferença? Qual o sentido em ter um personagem tão incrível como Negan, com o talento de Jeffrey Dean Morgan, e deixá-lo preso em uma cela?

The Walking Dead precisa seriamente rever sua base para que seus fãs continuem a acreditar que é possível uma virada nesse jogo tão apático.

Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.