Crítica de Jumanji: Bem-vindo à Selva
CinemaFantasia

‘Jumanji: Bem-vindo à Selva’ é garantia de boas risadas

Por 2 de janeiro de 2018 março 25th, 2019 Sem Comentários
jumanji bem-vindo à selva

Remakes de grandes sucessos de Hollywood, nem sempre são vistos com bons olhos pelo público. Clássico da década de 90, Jumanji é lembrado até os dias de hoje – principalmente – pela atuação carismática de Robbin Williams.

Confira crítica de Star Wars: Os Últimos Jedi

Surpreendentemente, Jumanji: Bem-vindo à Selva é uma agradável aventura, que possui boas sequências de comédia. Na trama, o jogo de tabuleiro foi substituído por um videogame em que quatro adolescentes são imersos em uma floresta e transformados em avatares do jogo.

jumanji bem-vindo à selva

Jack Black se destaca ao viver o avatar de Bethany.

Um nerd desajustado se torna Dr. Smolder Bravestone (Dwayne Johnson) e a uma garota antissocial se transforma em Ruby Roundhouse (Karen Gillian), uma sensual guerreira. Já o atleta mais popular na escola, precisa se contentar com o papel de biólogo e ajudante de Bravestone – Moose Finbar (Kevin Hart). Ao mesmo tempo, a menina mais linda e adorada encana o cartógrafo Shelly Oberon (Jack Black). O desafio do grupo é livrar a selva de uma maldição feita pelo temido Van Pelt, ou permanecer no local para sempre.

Confira mais notícias de cinema

Apesar de ser um longa-metragem descontraído, ideal para ser visto nas férias de início de ano, há alguns deslizes. Algumas piadas são repetitivas, o vilão é bastante inexpressivo e o arco narrativo criado para o personagem de Nick Jonas, somado a sua atuação, deixam a desejar. Tirando isso, o filme atinge a sua principal premissa e cumpre o papel de entreter o público com a promessa de boas risadas.

O filme estreia no dia 4 de janeiro em circuito nacional.

Assista aos trailers abaixo:

Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.