Skip to main content

Diego Luna está desapontado que seu personagem, Cassian Andor, morreu no final de Rogue One: Uma História Star Wars. Dirigido por Gareth Edwards, Rogue One apresentou um pequeno grupo de pessoas que tiveram um papel fundamental na destruição da primeira Estrela da Morte. O guerreiro rebelde Cassian liderou a equipe na obtenção dos planos da super arma galáctica construída pelo império do mal, na esperança de encontrar uma maneira de destruí-lo. No final do filme, todos os membros da tripulação, incluindo Cassian, encontraram a sua morte. 

Enquanto eles foram capazes de cumprir sua missão, abrindo o caminho para os eventos de Uma Nova Esperança, Luna admite que ele estava insatisfeito com o destino de seu personagem. O ator lembra de ter visto o Rogue One pela primeira vez e se sentido triste depois que seu personagem teve um destino trágico. 

“Meu filho disse: ‘Mas é isso, pai. Certo? É isso aí.’ E eu digo: ‘Bem, sim. Essa é a coisa sobre esse filme. Mesmo sabendo, e entendi, acho que é o momento em que realmente entendi. Eu realmente percebi que um personagem que eu amava e um universo que eu não poderia me importar mais [estava feito]. Mas o tom do nosso filme vale a pena, acredito, os melhores momentos deste universo. E obviamente, eu digo o melhor porque é quando eu estava aberto e pronto para receber isso. Aqueles filmes de Star Wars deixaram uma marca muito profunda em mim, como público e como cineasta”, contou Luna.

Leia mais:   'Planeta dos Macacos: O Reinado' reinicia a franquia

Organize sua maratona com o nosso Planner!

Inscreva-se
Notificação de
guest

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários