Skip to main content

Em comunicado conjunto divulgado nesta sexta-feira (31), Elton John e a equipe de filmagem por trás do longa-metragem Rocketman condenam relatos de que a Rússia censurou cenas com temática LGBTQ de exibições de filmes no país. Os cortes incluem cenas envolvendo beijo e sexo entre John (Taron Egerton) e seu ex-empresário (Richard Madden).

“Nós rejeitamos nos termos mais fortes possíveis a decisão de ceder às leis locais e censurar a Rocketman pelo mercado russo, uma medida que não sabíamos até hoje”, disseram John e os cineastas. “O distribuidor local ter editado certas cenas, negando ao público a oportunidade de ver o filme como ele foi planejado, é um triste reflexo do mundo dividido em que ainda vivemos e como ele ainda pode ser cruel em não aceitar o amor entre duas pessoas”, afirmaram.

Outro incidente de censura envolve os créditos finais do filme, segundo o repórter russo Anton Dolin. “No original, diz que Elton John encontrou o amor de uma vida e está criando com seu amado homem [e] filhos… Na versão russa, ao contrário, é relatado que o músico fundou um fundo de luta contra a AIDS e ainda trabalha com um co-autor.”

O Ministério da Cultura da Rússia não respondeu imediatamente ao pedido de comentários da produtora do filme, mas fez uma declaração à emissora Interfax que diz: “O Ministério não deu nenhuma recomendação sobre a remoção de cenas deste quadro, este é apenas uma decisão da empresa que rola a fita.”

Leia mais:   Música: Camila Mendes estrela novo filme do Prime Video

Organize sua maratona com o nosso Planner!

Inscreva-se
Notificação de
guest

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários