‘The Walking Dead: World Beyond’ apresenta menos zumbis e mais autoconhecimento
Crítica

‘The Walking Dead: World Beyond’ apresenta menos zumbis e mais autoconhecimento da juventude

Por 4 de outubro de 2020 Sem Comentários
the walking dead world beyond

A franquia The Walking Dead deu mais um passo ao estrear o spin-off The Walking Dead: World Beyond. A série tem lançamento marcado para essa segunda-feira, às 22h, no canal AMC no Brasil.

A trama acompanha adolescentes que nasceram pós-apocalipse e que vivem no conforto de uma comunidade auto-suficiente. Iris (Aliyah Royale) and Hope (Alexa Mansour) são duas jovens inteligentes que lidam com a ausência do pai. Ele é um cientista de sucesso que partiu uma missão para ajudar a CRM. Sim, aquela mesma organização enigmática cujo símbolo já vimos em The Walking Dead e Fear The Walking Dead. Ao perceberem que ele está perigo, as meninas partem para uma viagem enfrentando um mundo que até então é desconhecido.

the walking dead spinoff

The Walking Dead: World Beyond mostra jovens em uma jornada rumo ao desconhecido

Para quem está acostumando com um universo cheio de zumbis, a estreia pode ser decepcionante. Nós tivemos acesso aos dois primeiros episódios e se você esta esperando muita ação e mortes, sinto dizer que esta não é a ideia inicial da série. The Walking Dead: World Beyond se apoia no autoconhecimento e na descoberta de um mundo devastado, este que já estamos acostumados a ver há mais de 10 temporadas na série original.

Para os fãs de The Walking Dead, a trama vai soar familiar ao assistir Iris e Hope tendo dilemas em matar zumbis, naquela velha história em ter compaixão pelo fato de que os mortos já foram seres humanos. Há também o fato de não conseguir ter habilidades técnicas e força para eliminá-los. As protagonistas também são acompanhadas por dois garotos, em que similaridades com Daryl Dixon (Norman Reedus) e Eugene Porter (Josh McDermitt) não são meras coincidências.

Talvez a trama tenha uma evolução nos demais episódios que justifique ter uma nova atração neste universo. O que pode ser um grande gancho é exploração da CRM. Afinal de contas, o programa deve dar pistas importantes sobre sua origem e suas intenções. Como você verá, eles são implacáveis. E isso pode ser uma boa ligação com a trilogia que mostrará o destino de Rick Grimes (Andrew Lincoln) nos cinemas.

É plausível que os produtores tenham encontrado uma lógica para atingir um público mais novo para a franquia e talvez haja uma audiência para isso. Mas por enquanto, ficamos apenas com uma jornada monótona de adolescentes que tentam sobreviver ao mundo desconhecido apenas por eles.

Pop Séries

Pop Séries

A equipe do Pop Séries! reúne as principais notícias e novidades das séries de TV.

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.