Skip to main content

A segunda temporada de Coisa Mais Linda estreia no dia 19 de junho na Netflix. A série original brasileira é ambientada na década de 60, no Rio de Janeiro, no auge da bossa nova. 

Continua após a publicidade..

Em entrevista ao Pop Séries!, a atriz Maria Casadevall conta que Maria Luiza irá enfrenta uma grande perda e assumirá um lugar de passividade na família. “Ela fez grandes avanços e viveu uma situação de violência por conta dessas conquistas”, afirma. Porém, a protagonista encontrará uma maneira de retomar sua vida. “Com o passar dos episódios, ela vê que esse é um lugar que ela não cabe mais”.

Adélia, interpretada por Pathy Dejesus, iniciará uma nova fase, casando-se com o Capitão e reencontrando seu pai. Além disso, a personagem terá aceitará a entrada de Nelson na vida de sua filha Conceição. “A Adélia vem de um lugar de força. Ela toma bordoada, mas engole o choro”, ressalta a atriz. “O que eu acho interessante nessa segunda temporada é que ela tem sim suas questões e sua sensibilidade”. 

Continua após a publicidade..

Mel Lisboa também contou que Thereza irá expor um lado desconhecido do público. Primeiro, ela irá optar por cuidar de sua família, mas logo surgirá uma oportunidade de trabalhar no rádio. “Há um aprofundamento da questão de todas as personagens. Você sai do estereótipo e mostra fragilidades e vulnerabilidades”, disse Mel. 

O segundo ano conta com uma nova integrante no grupo. Ivone, a irmã de Adélia, será uma jovem cantora que tentará provar seu talento numa indústria dominada por homens. A atriz Larissa Nunes comentou que a personagem apresenta uma atualização sobre o debate de raça e classe.

“É uma visão do jovem negro daquela época, diferente das mocinhas dos anos 60, que eram todas fofas e super protegidas”, conta. “Acho que Ivone traz o lugar de: ‘Sim! Eu sou jovem, às vezes falo algumas coisas que não sei muito bem, mas eu sei o meu lugar e sei as dificuldades que eu vou viver quando eu assumo os meus sonhos’”. 

Acompanha acima o nosso bate-papo com as protagonistas. 

Organize sua maratona com o nosso Planner!

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".