Série 'Julie and the Phantoms' combina boa música com drama adolescente » Pop Séries
CríticaNetflix

Série ‘Julie and the Phantoms’ combina boa música com drama adolescente

Por 8 de setembro de 2020 Sem Comentários
julie and the phantoms

Quando o assunto é série adolescente fica difícil fugir dos típico cenário norte-americano dos corredores da escola, do grupo dos personagens populares e dos desajustados. Glee conseguiu desenvolver um drama com maior profundidade, utilizando da música para alcançar tal objetivo e fugir dos esteriótipos.

Julie and the Phantoms – estreia 10 de setembro na Netflix – não é sarcástico como a sua antecessora – e esse nem é o objetivo. Com produção de Kenny Ortega, (High School Musical) o programa usa da música para contar a história de uma jovem que perde a mãe e tem a ajuda de três fantasmas adolescentes, mortos há 25 anos por comerem um cachorro quente estragado, para voltar a cantar.

A trama é baseada em uma produção brasileira que foi exibida, de 2011 e 2012, na Bandeirantes e no Nickelodeon. Mariana Lessa interpretou a protagonista nesta versão.

Os novos episódios da trama brincam com o fato de que o trio – Luke (Charlie Gillespie), Alex (Owen Joyner) e Flynn (Jadah Marie) – tem que se adaptar ao século 21 e suas modernidades, ao passo que ele tentam entender qual seria o assunto pendente que os mantêm no mundo dos vivos e o porquê de sua conexão com Julie (Madison Reyes).

julie and the phantoms

Julie tem o apoio de amigos fantasmas para formar a sua banda

Aliás, o grupo formado pelos personagens, que dá nome a série, só consegue ficar visível para outros humanos quando tocam juntos. Julie convence a todos que sua apresentação é feita por meio de hologramas, mas há que desconfie de tal artifício, principalmente quando um nome do passado dos garotos e da banda Sunset Curve ressurge em suas vidas.

A série é divertida e tem narrativa bem amarrada. Como a temática é adolescente, é claro que toda a jornada está ligada ao crescimento dos personagens, que cada vez mais se aproximam dos dilemas da vida adulta. Outro ponto alto são as apresentações musicais. Os atores, a maioria novata no ramo, dão um show de talento em sua as apresentações e a química entre Charlie e Madison transborda na tela.

Conheça mais lançamentos da Netflix

No mais, Julie and the Phantoms também brinca com o sobrenatural ao apresentar um fantasma muito poderoso que tenta roubar a energia dos protagonistas, Caleb Covington (Cheyenne Jackson). Mas é claro, nada muito assustador ao público mirim, para quem o programa é destinado. O que não deixa de conquistar também os espectadores adultos.

 

Julia Benvenuto

Julia Benvenuto

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.