Narcos: crítica da 2ª temporada
CríticaNetflix

Narcos: segunda temporada mostra decadência de Pablo Escobar

Por 13 de setembro de 2016 abril 23rd, 2017 Sem Comentários
narcos 2 temporada

Não era nenhuma novidade que o segundo ano de Narcos abordaria os últimos dias de Pablo Escobar. Até o cartaz de estreia mostrava o epitáfio do traficante colombiano. A atração, que tem como principal objetivo acompanhar a história da proliferação das drogas no mundo, despediu-se de seu primeiro grande protagonista.

Netflix prestigia produções cinematográficas nacionais

Os novos episódios – disponibilizados recentemente pela Netflix – enfatizaram a caçada dos agentes Steve Murphy (Boyd Holbrook) e Javier Peña para capturar Escobar. Ao mesmo tempo, foram acompanhando a queda de um grande “ídolo” popular, que foi aniquilado pela polícia e por seus concorrentes no mundo do crime.

A primeira temporada do programa despertou interesse pelas diversas habilidades e competências que o Cartel de Medellín possuía para driblar os americanos. Era inacreditável as rotas criadas, as toneladas de dinheiro enterradas e a vida abonada de Escobar em uma falsa prisão, permitida pelo governo colombiano.

Saiba mais notícias de Narcos

Narcos 2 temporada

Os agentes Steve Murphy (Boyd Holbrook) e Javier Peña (Pedro Pascal).

Já a continuação, levantou uma sensação de esperança em relação à justiça. Mesmo com tanta corrupção, até na parte policial, a determinação de Murphy e Peña (Pedro Pascal) foram preponderantes para o fim da missão. Além disso, os criadores da série não deixaram de enfatizar que os agentes também tiveram ações controversas e ações éticas questionáveis.

É uma pena que o roteiro tenha deixado a interpretação de Wagner Moura tão limitada. Por conta do personagem viver enclausurado, restaram apenas cenas familiares e milhares de ameaças ao telefone.

A tentativa de mostrar um lado humano de Escobar não desperta empatia da audiência, uma vez que o personagem não é caracterizado como um anti-herói. É impossível ver boas intenções na vida de um traficante tão violento, mesmo quando ele presenteia sua filha com um filhotinho de coelho.

Como a Netflix já anunciou a renovação de mais duas temporadas de Narcos, resta torcer para que a série mantenha o atrativo concedido por Moura e mostre mais histórias absurdas – porém reais – do narcotráfico mundial. E que venha o Cartel de Calli!

Loading...
Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.