Skip to main content

Quarto filme é ambientado anos após o reinado de César

Depois de sete anos, Planeta dos Macacos retorna aos cinemas com um quarto filme. Mas será que a história da franquia perdeu a vez após tantos anos?

Planeta dos Macacos: A Guerra, o terceiro filme lançado em 2017, foi uma das produções preferidas pelos fãs, com 94% de aprovação no Rotten Tomatoes na época. Ele encerrou a história Cesar, o primeiro de sua linhagem a adquirir inteligência superior depois a criação de um vírus que definiu o destino da humanidade.

O quarto filme é ambientado gerações no futuro, após o reinado de César, onde os macacos são a espécie dominante. Conhecemos o povoado do jovem Noa (Owen Teague), que é surpreendido pela chegada de uma humana no local. Ele e sua família vivem pacificamente, em meio à natureza, sem saber da existência de outras comunidades, da história da raça humana, nem que eles já foram a espécie dominante, e dos conflitos e perigos que o cercam.

Depois que seu povo é capturado pelo exército do Proximus César (Kevin Durand), personagem que se auto denomina imperador dos macacos, ele tem que unir forças com Mae (Freya Allan), mesmo não sabendo na sobre a sua espécie e as suas reais intenções com a missão.

Planeta dos Macacos: O Reinado é uma boa história de reflexão sobre o destino da humanidade e a sua coexistência no planeta Terra. Também é vitorioso a apresentar uma nova história ao público, com novos personagens e efeitos especiais dignos. Acompanhar a relação de Noa com sua família e amigos, seu crescimento como líder, é um dos grandes trunfos do roteiro que não se concentra apenas na “dominação dos macacos” em si.

Leia mais:   'Ghostbusters: Apocalipse de Gelo' é uma divertida homenagem aos anos 80

A história, no entanto, não foge da fórmula, já apresentada em Planeta dos Macacos: A Origem (2011). E as mesmas perguntas são apresentadas ao público, agora por um novo espectro: O que nos define com espécie dominante? Será que o mundo seria melhor sem nós?

Com tantos revivals e histórias de monstros nas telas (Godzilla mostra o sucesso do tema), o público está cada vez mais receoso com os produtores de Hollywood resgatando histórias que chegaram ao fim . E eu compartilho desse receio. Dito isso, Planeta dos Macacos: O Reinado não inova, mas ao mesmo tempo consegue apresentar um trama completamente independente de competente. Não vai atrair uma nova audiência ao cinema, mas vai manter o carisma dos fãs.

Confira, a seguir, um resumo da saga.

Planeta dos Macacos: A Origem (2011)

O filme narra a história de Will Rodman, um cientista que desenvolve um tratamento para curar o Alzheimer usando macacos. Um desses macacos, César, desenvolve inteligência e lidera uma revolta dos primatas contra os humanos, desencadeando uma batalha pelo domínio da Terra. Enquanto isso, Will tenta proteger César e entender a verdadeira natureza da inteligência animal. A trama aborda temas como ética científica, relações interespécies e o potencial perigo da manipulação genética.

Planeta dos Macacos: O Confronto (2014)

Dez anos após os eventos do primeiro filme, a humanidade foi devastada por um vírus, enquanto os macacos liderados por César estabeleceram uma civilização própria. Quando um grupo de sobreviventes humanos entra em contato com os macacos em busca de um recurso vital, inicia-se um conflito entre as duas espécies pela supremacia do planeta. O filme aborda temas como sobrevivência, cooperação e a inevitabilidade do conflito entre diferentes povos.

Leia mais:   'A Batalha do Biscoito Pop-Tart' mostra guerra pelo café da manhã

Planeta dos Macacos: A Guerra (2017)

No encerramento da trilogia, César lidera os macacos em uma jornada em busca de um novo lar, enquanto são perseguidos por um implacável líder militar humano, conhecido como Coronel.

A guerra atinge seu ápice, levando César a enfrentar dilemas morais e descobrir o verdadeiro significado de liderança e sacrifício. O filme explora temas de redenção, lealdade e as consequências devastadoras do conflito entre humanos e macacos.

Organize sua maratona com o nosso Planner!

Inscreva-se
Notificação de
guest

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários