'The Great' cria versão alternativa para história de Catarina, a Grande » Pop Séries
Crítica

‘The Great’ cria versão alternativa para história de Catarina, a Grande

Por 16 de julho de 2020 agosto 21st, 2020 Sem Comentários
the great série

The Great é uma das séries mais promissoras produzida pelo streaming do Hulu.

Protagonizado por Elle Fanning e Nicholas Hoult, o seriado é uma versão “não oficial e pouco verdadeira”, como propriamente se auto intitula, da história de Catarina, a Grande.

Catarina, cujo nome verdadeiro era Frederica Sofia, foi a imperatriz da Rússia no século 18 por meio de um golpe de poder. A personagem era um princesa na Áustria sem poucas chances de ascender na nobreza até que teve o seu casamento arranjado com o futuro czar do país, Pedro III, neto de Pedro, o Grande. A família real acreditava que a jovem tinha um comportamento dócil, que não representaria uma ameaça ao reinado.

Pedro (interpretado por Hoult) era imaturo, incapaz de governar, mulherengo e até sádico. Enquanto, Catarina (Fanning) tinha outras aspirações para a sua vida e era instruída para as mulheres da época.

A trama de 10 episódios – disponível no Brasil pelo Starzplay – não pretende, no entanto, manter os laços com a veracidade histórica tão apertados. The Great apresenta uma releitura divertida, moderna e feminista do que teria sido o reinado de Peter, a vida no palácio e, finalmente, o golpe de estado.

 

O enredo consegue brincar com os fatos históricos de uma maneira perspicaz, revelando toda a futilidade da corte russa, assim como os filmes Marie Antoinette (2007) e A Favorita (2018) conseguiram, maravilhosamente. As boas atuações e a química dos atores principais contribuíram também para o bom resultado do programa: é muito difícil não concordar com Catarina, que se vê casada com um homem, mimado, inconsequente e quase idiota. Ao mesmo tempo que, mesmo com as atitudes impensadas, o carisma de Hoult faz o telespectador, por alguns momentos, até torcer por um futuro para o casal.

Com o apoio da classe política e os militares, além de seu amante (interpretado por Sebastian de Souza, na ficção), a princesa declarou-se Catarina II, a imperatriz da Rússia, em junho de 1762 – somente alguns meses após a posse de Peter. Ele, por sua vez, foi preso pela guarda imperial e assassinado em circunstâncias misteriosas.

Mas o trunfo de The Great não é em si o perigoso jogo pelo poder. É como Catarina construiu o seu plano para chegar lá e, com a inteligência de uma mulher menosprezada, enganou Peter de forma recorrente e conquistou os aliados que precisava para a sua missão. Ver tal trama se desenvolver é extremamente divertido e envolvente, tanto que o Hulu já confirmou a produção da segunda temporada de série. 

Julia Benvenuto

Julia Benvenuto

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.