Skip to main content

 

spoiler

Gotham é, com certeza, uma das grandes surpresas da televisão americana. Transmitida pela primeira vez durante a Comic-Con 2014, a série buscou seguir com a versão sombria adotada por Christopher Nolan em Batman Begins (2005).

Acompanhando o movimento contemporâneo televisivo, em que os personagens coadjuvantes conquistam a suas próprias histórias, o seriado foi extremamente vitorioso ao criar uma narrativa complexa e cativante do início da carreira de Jim Gordon (Benjamin McKenzie) na cidade – mesmo que, para isso, tenha conferido ao protagonista certas habilidades dignas de um super-herói dos HQs.

Nicholas D’Agosto e Cory Michael Smith apresentam seus personagens

A atuação de Ben é um dos pontos fortes da adaptação, mas quem rouba a cena ainda são os vilões. Fica difícil não sentir uma certa empatia pelo jovem Pinguim (Robin Taylor), vítima constante de buylling, ou de outros fracassados que encontram no crime a sua real vocação – entre eles, Charada (Cory Michael Smith) e Ogre (Milo Ventimiglia).

O enredo, sob comando de Bruno Heller (The Mentalist), é extremamente verossímil e consegue preencher lacunas não exploradas nos longas-metragens produzidos por Hollywood desde a década 1960. Como não ficar curioso, por exemplo, sobre o desaparecimento da primeira mulher de Gordon, Barbara, nos quadrinhos. Ou então de sua relação com o mentor, Harvey Bullock (Donal Logue). Presenciar o crescimento do relacionamento de Bruce Wayne com Alfred, que assume o papel na criação do super-herói, e também a transformação de Selina Kyle, ainda menina, como a Mulher-Gato, são elementos de grande poder de sedução para a audiência mundial.

  The Acolyte: série explora a Era de Ouro Jedi

NY PaleyFest: elenco de Gotham promove primeira temporada da série

Milo Ventimiglia, como o vilão Ogre, conseguiu acabar com a sanidade de Barbara

Milo Ventimiglia, como o vilão Ogre, conseguiu acabar com a sanidade de Barbara

Com a premissa de levar a gênese desconhecida da saga de Batman para as telas, o programa conseguiu apresentar Gotham como ela realmente foi arquiteta pela DC Comics. Afinal, antes da existência do morcego negro e seus inimigos, a guerra entre máfias, a corrupção pública e os crimes de psicopatas já existiam há muito tempo no local.

Gordon assume o papel de salvador. No entanto, a sua jornada acaba se revelando mais difícil e conturbada do que previa. O protagonista ainda não conseguiu resolver o assassinato dos pais de Bruce, se tornou cada vez mais odiado dentro do departamento de polícia, teve que lidar com a loucura da ex-namorada, sequestrada por um psicopata, e contribuiu para a guerra entre as máfias de Falcone e Maroni. Nos próximos episódios, ele terá a missão de encontrar uma liderança no crime local mais aceitável e menos perigosa do que a de Pinguim, que finalmente conseguiu derrotar a sua rival, Fish Mooney (Jada Pinkett Smith).

Inscreva-se
Notificação de
guest

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários