Skip to main content

Antonia Scott resolve crimes impossíveis

Você gosta de dramas de perseguição? E de séries policiais? Então, com certeza tem que assistir à Rainha Vermelha, nova produção que estreia no Prime Video.

A história é uma adaptação do primeiro capítulo da trilogia de livros best-seller de Juan Gómez-Jurado (Reina Roja, Loba Negra e Rey Blanco). E, com certeza, vai agradar os fãs de The Mentalist que estão com saudades das aventuras e sacadas únicas de Patrick Jane.

Trama de Rainha Vermelha

No primeiro episódio dos sete da temporada, somos apresentados a Antonia Scott (Vicky Luengo) que tem uma inteligência fora do comum e já ajudou a solucionar dezenas de crimes. Conhecemos a personagem em seu apartamento, vazio e sem mobília. Ela esconde um passado sombrio, que é revelado ao longo da trama, e tem vivido no isolamento devido a alucinações e dramas do passado.

Continua após a publicidade..

O seu exílio é perturbado quando ela é convidada pelo policial Jon Gutiérrez (Hovik Keuchkerian) a encontrar o seu ex-chefe e mentor. Ela deve ajudá-lo a solucionar importantes crimes na cidade.

Um dos grandes trunfos da narrativa é capacidade de mostrar ao público como funciona a mente de Antonia. Diferente de Patrick Jane, que guardava as suas deduções para si e só a revelavas ao final do caso, a jovem superdotada raciocina e deduz os fatos juntamente com a audiência, por meio de “alucinações”, em cenas com animações e recursos visuais em 3D.

Leia mais:   15 séries de espionagem viciantes do início ao fim

Por exemplo: uma mulher é brutalmente assassinada, sua cabeça parcialmente cortada, e seu corpo meticulosamente montado em uma cena macabra. Antonia consegue, em poucos minutos, definir a causa morte, pedir mais exames à perícia e ainda deduzir que o crime é obra de um serial killer – e que ele vai matar mais uma vez.

Outro ponto alto da narrativa é relação da protagonista com Jon Gutiérrez, que acaba sendo arrastado para essa organização paralela às forças oficiais que soluciona assassinatos. Juntamente com o público, Jon tenta entender o novo mundo que lhe é apresentado, assim como desenvolve uma relação especial e bastante frutífera com Antonia.

Para quem já leu os livros, há surpresas aos longo dos episódios (e que não contaremos aqui!). Também o roteiro é perspicaz em revelar a tragédia familiar de Antonia de forma lenta, por meio de flashbacks, para despertar a curiosidade do telespectador. É uma história envolvente e original, fora da mesmice de Hollywood que aposta em dramas procedurals há anos.

Literatura

Juan Gómez-Jurado é um autor conhecido por sua trilogia impactante que inclui o livro de Rainha Vermelha. Os thrillers têm sido um fenômeno na literatura negra, atraindo um grande número de leitores ao redor do mundo.

Reina Roja: introduz Antonia Scott, uma mulher que, apesar de não pertencer às forças policiais, possui um talento especial para resolver crimes complexos. Ela é recrutada para enfrentar casos que parecem insolúveis, usando sua inteligência e habilidades única​​​​.

Leia mais:   Downton Abbey: terceiro filme vai acontecer

Loba Negra: continua a explorar o universo de Antonia Scott, que agora enfrenta novos desafios e perigos. O livro destaca sua coragem e determinação em seguir viva, apesar dos medos que a cercam, incluindo o medo de si.

Rey Blanco: Fecha a trilogia com uma trama cheia de suspense, onde Antonia Scott luta para dominar os demônios internos enquanto desvenda mistérios ainda mais complexos. A narrativa realça a evolução da personagem e sua luta constante contra adversidades internas e externa​​​​.

Trailer

Amaya Muruzábal atua como showrunner e produtora executiva de Rainha Vermelha. O roteiro é escrito por Muruzábal ao lado de Salvador Perpiñá. Já Koldo Serra (La Casa de Papel) é o diretor principal ao lado de Julian de Tavira (Hernán).

A série já está disponível no Prime Video.

Organize sua maratona com o nosso Planner!