Série ‘Segunda Chamada’, da Globo, mostra luta de adultos que decidem voltar a estudar » Pop Séries
EspeciaisNotícias

Série ‘Segunda Chamada’, da Globo, mostra luta de adultos que decidem voltar a estudar

Por 9 de setembro de 2019 novembro 5th, 2019 Sem Comentários
segunda chamada serie

A sala de aula da fictícia Escola Estadual Carolina Maria de Jesus está prestes a refletir a realidade de muitos locais de ensino do Brasil. Em Segunda Chamada, nova série da Rede Globo com estreia prevista para outubro, será mostrado a luta de adultos que tentam voltar a estudar após passar por dificuldades na vida.

O seriado foi gravado no antigo e icônico colégio Equipe, que hoje encontra-se em estado de completo abandono. Porém, é o cenário perfeito para ambientar a situação de muitas escolas públicas do país.  O Pop Séries! foi convidado para acompanhar o último dia de gravação e conversar com o elenco.

Selton Mello diz que Morena Bacarin o ajudou a se tornar protagonista de ‘Sessão de Terapia’

A trama acompanha professores que doam suas vidas para ajudarem na formação de jovens e adultos que buscam melhores oportunidades.

Entre estes missionários, está a personagem de Débora Bloch – Lucia – professora de português que perde um filho de maneira trágica e que se envolve com os alunos além da escola. A atriz comentou que a série é um recorte realista do setor da educação do país.

Produzida por KondZilla, ‘Sintonia’ promete trazer nova visão sobre o cotidiano do jovem na periferia

“Eu espero que a educação ganhe relevância com a exibição da série. Mesmo com tantas manifestações você ainda vê pessoas defendendo esse desmonte. Acho que a gente está vivendo exatamente a vitória da ignorância. A vitória da nossa falta de educação.”, disse Débora “São pessoas ignorantes sobre como se constrói uma sociedade”.

segunda chamada serie

Débora Bloch interpreta Lucia, uma professora que passa por uma tragédia familiar

Caio Blat, que também integra o elenco como um professor de literatura,  comentou como tem destinado parte de sua carreira para educação. O ator já trabalhou dando aulas de teatro, em episódios do Telecurso e em programas no Canal Futura. Em Segunda Chamada, Caio comentou que foi uma honra falar sobre Modernismo e de autores de gosta de ler. Porém, também alertou sobre o fato dos professores terem sofridos ameaças de liberdade de expressão em salas de aulas, em que alunos eram incentivados a gravarem os conteúdos discutidos.

“Só o professor sabe como lidar os alunos. Ele é preparado para isso, sabe a realidade. Todo os temas são importantes, política tem que ser falado em sala de aula, educação sexual. A gente tem que lutar por isso. Vivemos tempos sombrios, que até isso está sendo cerceado”, disse.

Pico da Neblina: nova série da HBO aborda contexto em que maconha é legalizada em SP

O seriado também discutirá temas importantes como a diversidade. Linn da Quebrada marca presença vivendo Natasha, uma trans que dribla os preconceitos da sociedade para ter o direito de estudar. “Ela é muito corajosa! Porque eu percebo que nós pessoas trans somos privadas. Nós não temos direito ao estudo, a ocupar um espaço dentro de um mercado de trabalho, não podemos ocupar um espaço na igreja, não podemos viver livremente dentro das nossas próprias casas. Que lugares são receptivos a nossa experiência e a nossa vivência?”, questiona a atriz.

Segunda Chamada impactou a vida do elenco com os fortes temas apresentados ao longo da narrativa. Carol Duarte, que vive uma jovem mãe que trabalha vendo balas no trem, confessou que teve um novo olhar sobre a maternidade depois das gravações. “Tenho vontade de ser mãe. Mas é super complexa essa relação, porque essa coisa romântica da maternidade às vezes não é tão legal. É difícil para mulher ter uma criança que depende dela. Eu achei isso fortíssimo”.

Terceira temporada de Rotas do Ódio estreia neste domingo no Universal TV

O programa é uma coprodução da Globo com a 02 Filmes. A criação assinada por Carla Faour, Julia Spadaccini e Jo Bilac, escrita por Carla Faour e Julia Spadaccini, com direção artística de Joana Jabace e direção de Breno Moreira, João Gomez e Ricardo Spencer.

Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.