Skip to main content

Foram seis temporadas, dois filmes e um revival na HBO Max

Sex and the City foi a primeira série de televisão que utilizou locações reais em seus capítulos. O seriado possuía um departamento exclusivo que tinha como objetivo colocar as garotas nos restaurantes, lojas e bares mais requisitados do momento e, ao mesmo tempo, explorar locais tradicionalmente novaiorquinos.

Para o criador de Sex and the City, Darren Star, Nova York sempre foi considerada a quinta personagem da série. A cidade funcionava como a sala de estar do quarteto de mulheres independentes e estilosas. “É difícil imaginar Carrie, Charlotte, Miranda e Samantha vivendo em qualquer outro lugar deste no mundo. Nova York possui uma sensibilidade para moda, um fluxo interminável de aventuras e uma mistura única de romance e cinismo”, comenta Star.

Turismo de Sex and the City

A utilização desses locais foi favorável tanto para a série quanto para os proprietários. Para as empresas, a exposição funcionou como um marketing que alavancou as vendas e a propagação de seus negócios. A Magnolia Bakery é uma das grandes beneficiadas com a publicidade. A padaria, especializada em cupcakes, viu seu faturamento multiplicar após Carrie Bradshaw e Miranda comerem seus bolinhos coloridos e açucarados na frente do estabelecimento.

Continua após a publicidade..

Desde então, a pequena matriz, localizada no bairro de Greenwich Village, possui filas que dobram o quarteirão. No auge da fama, a padaria chegou a limitar a venda a seis cupcakes por cliente. Atualmente, possui mais quatro filiais em Nova York e lojas em Dubai, Kwuait e Líbano. O seriado, obviamente, foi homenageado e o famoso cupcake cor-de-rosa ganhou o nome da personagem Carrie.

Leia mais:   Sex and the City: onde está o elenco da série hoje

O estilista Manolo Blahnik também não possui queixas sobre utilização do seus produtos. A atriz Sarah Jessica Parker que é apaixonada por sapatos, teve sua mania foi incorporada à personagem. Os sapatos da marca viraram objetos de fetiche após aparecem nos pés de Carrie. O modelo Hangisi azul, que foi utilizado em seu casamento com Mr. Big no primeiro longa metragem baseado na série, é um dos mais procurados pelas fãs e pode ser adquirido por US$ 965.

Em 2011, Sarah Jessica Parker foi um dos destaques do Fashion’s Night Out. Idealizado pela editora de moda da Vogue americana, Anna Wintour, o evento tem como objetivo incentivar o consumo da moda em tempos de incertezas econômicas. A atriz participou autografando os pares de Manolo Blahnik que ficaram conhecidos pela série. A iniciativa foi um grande sucesso e algumas fãs chegaram à esperar três horas para adquirir o objeto de luxo.

Entretanto, nem todas as locações reais foram bem aceitas. Os moradores de uma charmosa rua do bairro de Greenwich Village viram suas vidas se transformarem em um verdadeiro inferno devido a popularidade do seriado. O bairro, que era usado para ambientar a casa da personagem principal, foi invadido por milhares de fãs em busca de uma foto. Todos os dias, havia excursões com aproximadamente cinqüenta pessoas. Os moradores reivindicaram seus direitos e as empresas de turismo foram proibidas de frequentarem o endereço. Mesmos assim, o local continua sendo visitado por admiradores aleatórios. A proprietária da casa, por sua vez, também foi beneficiada com o sucesso da série. Em abril de 2012, vendeu a propriedade por US$ 9,85 milhões.

Leia mais:   Melhores séries para quem adora uma boa vingança

 

Sex and the City também participou de acontecimentos importantes na história de Nova York. O elenco e equipe sentiram-se privilegiados em ajudar a cidade a retornar sua rotina após os ataques terroristas do 11 de setembro. O episódio final da quarta temporada, intitulado Eu amo NY foi transmitido meses após a tragédia. Mr.Big levou Carrie para um romântico passeio de carruagem pelo Central Park ao som de Moon River, trilha sonora do filme Bonequinha de Luxo. Em sua narração, a personagem enfatizou a importância de cultivar sempre suas amizades e amores, sendo a cena final dedicada “à nossa cidade de Nova York … Ontem, hoje e sempre.”

And Just Like That

A série de televisão é uma sequência de Sex and the City e já tem segunda temporada confirmada. Ela dá continuidade à história das personagens principais: Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), Charlotte York (Kristin Davis) e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon). No entanto, personagem Samantha Jones (interpretada por Kim Cattrall), que era uma das principais personagens da série original, não esteve no elenco.

A ideia é explorar a vida das personagens na faixa dos 50 anos, lidando com os desafios do envelhecimento, relacionamentos modernos e a paisagem em constante evolução da cidade de Nova York. A trama também aborda questões contemporâneas, como mídias sociais e o impacto da tecnologia nos relacionamentos.

Leia mais:   A Casa do Dragão: quando estreia a 2ª temporada?

And Just Like That está disponível no catálogo da HBO Max.

Organize sua maratona com o nosso Planner!