The Leftovers: segunda temporada trilha jornada pela redenção
Crítica

The Leftovers: segunda temporada trilha jornada pela redenção

Por 22 de janeiro de 2016 abril 21st, 2016 Sem Comentários
The Leftovers: segunda temporada trilha jornada pela redenção 3

 

spoilerThe Leftovers pode não ser a série mais assistida na atualidade, mas, com certeza, é uma das melhores produções da TV.

Baseada no best seller de Tom Perrotta, a história tem como foco o desaparecimento repentino de 2% da população mundial. No primeiro ano do seriado, os telespectadores foram apresentados ao protagonista, o policial Kevin Garvey (Justin Theroux), que lidava com as consequências do acontecimento em sua vida pessoal e cidade natal.

O enredo labiríntico e misterioso não é para todo mundo. Assim como Lost, um dos nomes mais conhecidos no estilo narrativo, o público é conduzido a diferentes hipóteses sobre o sumiço sobrenatural. Abandonado pela esposa, Laurie (Amy Brenneman), Kevin é cada vez mais levado à loucura. O grande clímax da temporada é a presença da ex-comandante dos “Culpados Remanescentes”, que retorna dos mortos para atordoar o personagem. Freud explicaria o complexo de culpa devido ao suicídio da líder da seita como uma manifestação do “Superego”, no entanto fica claro que a presença do espírito não é fruto da imaginação do protagonista e sim algo real.

Nesse sentido, diversas teorias ganham relevância. Será que os habitantes que ficaram na Terra vivem uma espécie de limbo coletivo. Seria este o fim da humanidade?

Veja guia de episódios da série

the leftovers patty

A volta inesperada de Patty, rendeu as melhores cenas da segunda temporada

O primeiro episódio do segundo ano tem início com a mudança da família – a filha Jill (Margaret Qualley) e namorada Nora (Carrie Coon) para Miracle, um lugar não afetado pelos desaparecimentos. Na cidade, a população continua intacta, mas, como os personagens irão perceber, isso não significa necessariamente segurança.

Liderados por Meg (Liv Tyler), os seguidores culpados contaminam as mentes jovens da comunidade e invadem o território, promovendo caos e destruição. Em meio a tudo isso, Kevin vive a sua jornada própria para se livrar do espírito de Patty, Nora tenta se perdoar pela partida da família e Laurie busca redenção pelos seus pecados pregressos tentando resgatar pessoas inocentes da seita. Eles procuram, em seus dilemas pessoais, a redenção. E o desfecho traz exatamente isso: família e amigos unidos prontos para um novo recomeço.

Todas as cenas possuem um complexidade densa, uma duplicidade sugestiva, que causa encantamento no público. Uma pena que o Globo de Ouro não tenha reconhecido o seriado em sua premiação. Carrie recebeu em 2016 uma homenagem no Critics’ Awards, de melhor atriz coadjuvante, pelo seu papel no seriado. Mesmo não tendo conquistado grande audiência nos EUA, a HBO anunciou a renovação de The Leftovers para sua terceira e última temporada. Até lá as dúvidas sobre o que é real ou imaginário na trama continuam em aberto.

Julia Benvenuto

Julia Benvenuto

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.