Skip to main content

spoilerSe Arrow já havia conquistado uma legião de fãs, The Flash conseguiu consolidar ainda mais a primeira posição da DC Comics no mundo televisivo.

É fato que há alguns anos o público americano não experimentava lançamentos ligados às jornadas do super-heróis. A última grande série do gênero, Smallville, ficou por 10 anos no ar e conseguiu a empatia do público jovem para as lendárias histórias do Super-Homem. A abordagem deu tão certo que a CW, em parceria com a DC, apostou em 2012 (um ano após o término do seriado) na criação de um programa dedicado ao Arqueiro Verde.

Achados e Perdidos: As Novas Aventuras do Superman

Com uma abordagem mais obscura da realidade, Arrow conseguiu explorar com profundidade a saga de um dos heróis até então coadjuvantes na Liga da Justiça. A jornada de Oliver Queen (Stephen Amell) repercutiu pelo mundo e conseguiu despertar o interesse da emissora na produção de mais séries baseadas em super-heróis.

Guia de episódios da primeira temporada de The Flash

A partir disso, The Flash foi criado para funcionar como um complemento ao seu precursor. No papel do homem mais veloz do mundo, Grant Gustin conseguiu captar a essência de Barry Allen, muito melhor do que a versão fracassada da década de 1990. Parte do sucesso, é claro está relacionado à evolução dos efeitos especiais. A outra metade deve-se ao roteiro competente e inteligente.

  The Acolyte: série explora a Era de Ouro Jedi

Assista ao promo do último episódio da temporada de Arrow

Ambas as histórias caminharam entrelaçadas neste ano. Na terceira temporada, Oliver teve que descobrir que “enterrar” o capuz verde para descobrir quem realmente é  – e conquistar a felicidade prometida ao lado de Felicity (Emily Bett Rickards). Para isso, enfrentou o seu maior inimigo até então, Ra’s al Ghul, encarou a possível morte da irmã e testou a amizade de seus companheiros.

Barry acompanhou a jornada do colega, ao passo que enfrentava problemas pessoais em sua própria cidade. Além de capturar os meta-humanos, o herói conseguiu encontrar e destruir o assassino de sua mãe, o Flash Reverso. Mas teve que lidar com as consequências de sua viagem no tempo no último episódio do primeira temporada.

Legends of Tomorrow

Legends of Tomorrow; Brandon Routh estrela spin-off da CW como o herói Atom

Com o lançamento de um novo spin-off para este ano, Legends of Tomorrow, a DC busca ampliar ainda mais o seu alcance na TV americana. A atração mostrará como Atom (Brandon Routh), Capitão Gelado e Canário Preto se unem para combater uma ameaça à sobrevivência da humanidade. E, é claro, tais lutas acontecem no meio de uma emocionante jornada pelo tempo e espaço.

Para as próxima temporadas, os produtores da atração preparam realidades alternativas. Em uma delas, Caitlin Snow se mostrará como a vilã Nevasca, o que causará repercussões na vida de todos os personagens da trama, inclusive, do marido Ronnie (ou Firestorm). A linha narrativa se aproxima das histórias em quadrinhos, mesmo que a aparição do Batman ou do Super-Homem não estejam programadas – pelo menos, por enquanto.

  Minha Lady Jane: série de época recria fatos históricos

De qualquer modo, será extremamente prazeroso ver como será traçado o caminho das três séries e de como os roteiros serão conectados ao longo de suas respectivas temporadas. Afinal, a habilidade de apresentar crossovers poderosos e extremamente competentes é um dos diferenciais da empresa de HQs que, com certeza, representa o que a Marvel pretende com tanto esforço atingir – e não foi capaz com Agents of S.H.I.E.L.D.

 

Organize sua maratona com o nosso Planner!

Inscreva-se
Notificação de
guest

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários