Final de 'Supernatural' consegue honrar legado da série » Pop Séries
CríticaSupernatural

Final de ‘Supernatural’ consegue honrar legado da série

Por 10 de dezembro de 2020 Sem Comentários
supernatural 15 temporada

Há 15 anos, o público conhecia dois jovens caçadores de criaturas sobrenaturais que tentavam seguir com o legado da família.

Quando Sam e Dean Winchester entraram pela primeira vez no Impala 67 em busca do pai, com certeza, não imaginavam que sua aventura duraria por tantas temporadas. A estrada foi longa e próspera para Supernatural. E, mesmo com os efeitos da pandemia do coronavírus, a equipe conseguiu entregar um final digno e honrado para os fãs.

A tensão sobre o destino dos personagens era grande desde a San Diego Comic-Con 2019. Jared Padalecki publicamente declarar que gostaria que a série terminasse com o último suspiro de Sam e Dean. “Temos tantas mortes de personagens neste show … que as pessoas começaram a voltar à vida”, brincou o diretor Robert Singer em entrevista ao Pop Séries!. “Mas sim, haverá mortes. Só não posso dizer quais elas serão.”

PUBLICIDADE

Com o tema da temporada sendo a luta dos protagonistas contra Deus, ou melhor Chuck, a sorte estava lançada. E, é claro, que esperava-se algumas baixas na família de caçadores nesta batalha. Jack foi levado ao Vazio e “ressuscitado” por Billie. Depois, Castiel sacrificou a sua vida para salvar Dean, com um discurso emocionante sobre amor e companheirismo.

A luta teve o retorno de personagens importantes na jornada da série. Adam, possuído por Miguel, reapareceu como o file discípulo de Deus. Assim como Lucifer (sim ele mesmo!), Bobby e Charlie do mundo paralelo e Donna. Uma pena que não houve como trazer de volta os pais dos garotos, Mary e John, apesar do último encontro de família ter sido um dos episódios mais especiais de Supernatural.

Assista ao trailer do último episódio de Supernatural

 

No final, o embate entre os Winchester e Chuck não foi a trama que encerrou a série. Após realizar um ritual para tentar derrotar o homem mais poderoso do planeta, Jack achou que tinha perdidos os seus poderes. Mas na verdade passou a absorver a energia de quem estava a sua volta. Com isso, os protagonistas conseguiram provocar Deus e fazê-lo usar os seus poderes, enquanto o nefilim os captava. Jack acabou se tornando o novo Deus.

Sem precisar salvar o mundo, Sam e Dean voltaram a fazer o que sabiam. Voltaram a caçar. Mas, como donos da suas próprias histórias agora, a sorte não apareceu. Dean acabou morrendo em uma luta com um ninho de vampiros. No céu, ele descobriu que agora todos os seus entes queridos vivem na mesma realidade, sem barreiras (graças ao amigo Castiel, que parece ter sido trazido de volta por Jack). Lá ele esperou pelo irmão, que pode viver a sua vida, casar e ter um filho. O reencontro foi emocionante e provou que o amor e cumplicidade dos personagens foi sempre o maior atrativo da série. E, por isso, temos que agradecer carisma e talento de Jared Padalecki e Jensen Ackles.

Julia Benvenuto

Julia Benvenuto

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. É autora da tese "A Revolução dos Losers: como o seriado americano Glee representa a juventude do século 21".

Sem Comentários

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Pop Séries. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Pop Séries poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.