Crítica: primeiro ano de Into the Badlands
Crítica

Into the Badlands: série faz referência aos filmes de Quentin Tarantino

Por 25 de janeiro de 2016 junho 5th, 2016 Sem Comentários
Into the Badlands: Sunny tenta controlar os poderes de MK

 

spoilerExibida pelo canal AMC recentemente, Into the Badlands é baseado em um livro clássico da cultura chinesa intitulado The Journey to the West.

A trama acompanha a história de Sunny, um guerreiro que é empregado de um barão muito poderoso. Apesar de servir o patrão de forma exemplar, o protagonista tem vontade de descobrir suas próprias origens.

Confira as primeiras imagens da série 

Em uma de suas missões, Sunny encontra um menino chamado M.K. (Aramis Knight), que tenta desesperadamente voltar para casa. Logo, o rapaz mostra que possui um lado sobrenatural. Juntos, eles tentam escapar das atrocidades do barão Quinn e buscam uma maneira de deixar as Terras Selvagens.

Com excelente produção artística, o seriado é assinado por Stacy Sher e Michael Shamberg, responsáveis Django Livre e Contágio. Por conta disso, há muitas referências ao filme dirigido por Quentin Tarantino. O cenário remete à época da escravidão norte-americana e, principalmente, lembra as grandes fazendas de algodão do sul dos EUA antes da Guerra da Secessão, em que os proprietários de terras se comportavam como barões feudais.

Saiba o que esperar de Into the Badlands

Into The Badlands - Temporada 1

A Viúva (Emily Beecham) é responsável por representar o poder feminino na série

Os vilões foram essenciais para a construção da narrativa. O desprezível Quinn (Marton Csokas) foi responsável pelas melhores perversidades do primeiro ano do seriado e a Viúva (Emily Beecham) trouxe boas lembranças de a Noiva (Uma Thurman), de Kill Bill (2003). Apesar das personagens não terem as mesmas motivações pessoais, elas reforçam a supremacia feminina com grandes cenas de ação.

Daniel Wu, que protagoniza o seriado, ficou responsável pela elaboração das cenas de artes marciais. Além de coreografias de excelente qualidade, o roteiro foi responsável por não deixar com que a trama fosse apenas uma sequência de ação. Pelo contrário, por mais que as lutam fossem decisivas para os desfechos dos arcos narrativos, elas se tornaram coadjuvantes diante dos bons diálogos que mostraram um limitado sistema de classe social e a conduta de homens influentes em um mundo desigual.

Confira mais notícias do programa

Caso Into the Badlands seja renovada para a segunda temporada, é perceptível que a trama passará por grandes mudanças e um reboot pode ser considerado. Com a morte do barão e o sequestro de MK, Sunny terá muitos percalços antes de conseguir salvar Veil e seu filho.

 

Loading...
Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.