'Doutor Estranho 2' apresenta o multiverso e embate entre herói e vilã » Pop Séries

Wanda é agora a Feiticeira Escarlate, a entidade mais poderosa do MCU

PUBLICIDADE

Com uma saturação das franquias de super-heróis, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (estreia em 5 de maio) ainda é uma boa surpresa para os fãs da Marvel.

PUBLICIDADE

O filme mostra o que aconteceu com Wanda Maximoff após a sua passagem conturbada em Westview, onde criou uma realidade paralela em que o Visão e seus filhos existiam. Após enfrentar o luto, a personagem acabou aceitando os seus poderes como a Feiticeira Escarlate e também se apossou do Darkhold, o Livro dos Pecados, que move agora a trama do segundo filme de Stephen Strange (Benedict Cumberbatch).

Encontramos o Doutor Estranho em momento delicado em sua vida. Ele já tem o conhecimento da existência do multiverso, graças aos eventos de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, mas tem que agora lidar com as consequências do seu desaparecimento durante o Blip. O grande seu amor, Christine (Rachel McAdams), seguiu com a sua vida. Essa é a dinâmica da trama até a chegada conturbada de America Chavez, a Miss América, ao nosso universo.

PUBLICIDADE

Uma das novas aposta da Marvel para conquistar o público adolescente, a personagem estreou nos quadrinhos fazendo parte dos Jovens Vingadores, lutando ao lado de Kid Loki e Hulkling. America tem a rara habilidade de abrir portais em forma de estrela, o que lhe permite atravessar o multiverso, no entanto ela não tem controle de seus poderes. Por isso é alvo de Wanda (que possuída pela magia negra) quer recuperar os seus filhos a todo custo, mesmo que seja em outra realidade.

Além de conseguir abrir portais, a jovem heroína é a sua única versão em todo multiverso e tem outras habilidades como supervelocidade e superforça.

PUBLICIDADE

Doutor Estranho percebe, logo no início, que Wanda está fora de controle e tenta proteger a menina com todo o poder do Santuário. É partir daí que o público é levado a conhecer o conceito do multiverso, como funciona, as diversas realidades que existem e também os Illuminati. Eles são um grupo de super-heróis que uniram forças e secretamente trabalharam por trás das cortinas de quase todos os grandes eventos do Universo Marvel – neste filme, representados por Mordo, Raio Negro, Senhor Fantástico, uma versão alternativa da Capitã Marvel, Professor Xavier (Patrick Stewart) e Capitã Carter.

Sam Raimi (também diretor de Homem-Aranha) faz um excelente trabalho para criar essas diferentes realidades, com efeitos especiais dignos da franquia Vingadores. Assim como no primeiro filme de Doutor Estranho, o estúdio não poupa esforços para nos convencer que de fato a magia existe e também outros universos. O embate entre o herói e Wanda é especialmente cativante e Elizabeth Olsen dá um show de atuação como uma mãe que perdeu tudo, ao mesmo tempo que é o ser mais poderoso do multiverso.

É um pena, no entanto, que o roteiro não consiga se aprofundar no drama e nos desafios interiores dos personagens. Stephen tem que lidar com o fato que suas outras versões foram consumidas pelo poder e que não são tão altruístas como pensava. Algo que parece muito com o episódio dedicado ao personagem em What If…?.  O que seria do Doutor Estranho se ele perdesse Christine para sempre? É o mesmo dilema de Wanda. Em outras realidades, ela é uma heroína, uma mãe. Retirar todo o amor de sua vida, a morte do Visão e o fim dos Vingadores, só poderia levá-la a um caminho sombrio. Podemos realmente culpá-la por suas ações? É algo que o roteiro de WandaVision consegue explorar com muito mais profundidade e, por isso, é programa indispensável para quem planeja assistir à sequência.

PUBLICIDADE

A Marvel confirma que Doutor Estranho retorna mais uma filme. Stephen deverá agora lidar com as consequências de sua aventura por diferentes realidades, que abriu porta para visitantes de outros mundos e o caos. Será que finalmente veremos Doutor Estranho e Loki juntos mais uma vez na telas? Quanto ao destino da Feiticeira Escarlate, seu futuro ainda é incerto. É possível que este seja o fim da personagem, mas somente se Elizabeth quiser. Afinal, o multiverso não abriu tantas oportunidades para Marvel como agora e não duvidaria até da aparição de Tobey Maguire em novos filmes.

Pop Séries

Pop Séries

A equipe do Pop Séries! reúne as principais notícias e novidades das séries de TV.

Sem Comentários

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Pop Séries. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Pop Séries poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.