Skip to main content

A nossa lista de produções nacionais é pura nostalgia!

Sem muita tradição, as séries brasileiras demoraram para conquistar o seu espaço na televisão. Algumas produções se destacaram na década de 1990, principalmente por iniciativa da TV Cultura.

Para quem era criança na época, não será difícil de se lembrar de seriados como Castelo Rá-Tim-Bum (1994-1997), Mundo da Lua (1991-1993) ou Confissões de Adolescente (1994-1996).

Em outros canais abertos, algumas iniciativas de trazer o gênero americano ao dia a dia do brasileiro tomaram forma bem antes, com Alô Doçura, uma versão de I Love Lucy, na década de 1950. A partir daí, outros sucessos conseguiram conquistar a simpatia do público, como Malu Mulher (1979-1980), Sítio do Picapau Amarelo (1952), O Vigilante Rodoviário (1961-1962), O Estranho Mundo do Zé do Caixão (1968), Os Normais (2001-2003), entre outros.

Com a lei da TV Paga 2011, os canais a cabo foram obrigados a incluírem em sua programação programas produzidos no país. Este foi mais um impulso para o desenvolvimento da área. No ano seguinte, A Mulher Invisível conquistou o prêmio internacional Emmy no quesito.

No decorrer dessa matéria, destacamos 10 séries brasileiras que marcaram o imaginário do público e que fazem parte do legado de incríveis produções nacionais.

A Mulher Invisível

 

Lançada em 2011, a série foi criada por Guel Arraes, Cláudio Torres e Sansa F. e inspirada no filme de mesmo título, que chegou ao público em 2009.

Divertido, o enredo acompanha a história de Pedro (Selton Mello), que é casado com Clarisse (Débora Falabella), mas está apaixonado por Amanda (Luana Piovani), uma mulher que por algum motivo apenas ele consegue enxergar.

Com duas temporadas produzidas, A Mulher Invisível foi vencedora do Prêmio Emmy Internacional na categoria Melhor Série de Comédia e está disponível no catálogo da Globoplay.

  Animes de vampiros: 12 séries para os fãs do sobrenatural

É umda das séries brasileiras imperdíveis da nossa lista.

Armação Ilimitada

Armação Ilimitada

Em 1985 a Rede Globo colocou em sua grade horária a divertida série Armação Ilimitada, que era voltada para o público adolescente e ficou no ar até 1989.

A sinopse acompanha dois jovens amigos Juba (Kadu Moliterno) e Lula (André de Biase) que vivem juntos na Zona Sul carioca e têm uma pequena empresa de prestação de serviços. Dentre as atividades a que se dedicam estão mergulho, pilotagem, competições esportivas e o trabalho como dublês de filmes.

O elenco contava também com artistas como Andréa Beltrão, Paulo José, Jonas Torres, Francisco Milani, Catarina Abdala e Nara Gil.

Castelo Rá-Tim-Bum

 

Em 1994 a TV Cultura lançou uma das mais memoráveis séries brasileiras já produzidas no país. Voltada para o público infanto-juvenil, Castelo Rá-Tim-Bum conta com noventa episódios produzidos, além de um especial.

Fantasioso e criativo, o enredo acompanha Nino, um garoto de 300 anos e aprendiz de feiticeiro. Após seus pais viajarem em uma expedição no espaço sideral, ele passa a morar com seu tio, o Dr. Victor, um feiticeiro e cientista, e com sua tia-avó Morgana, uma feiticeira de seis mil anos de idade.

Se sentindo solitário por não poder frequentar a escola como os garotos normais, Nino lança um feitiço e acaba levando para o Castelo três crianças que tinham acabado de sair da escola e que se tornam grandes amigas do garoto.

Castelo Rá-Tim-Bum terminou em 1997 e foi reprisada diversas vezes durante os anos.

Confissões de Adolescente

Confissões de Adolescente

Exibida entre 1994 e 1996, Confissões de Adolescente foi baseada no livro de mesmo título escrito por Maria Mariana.

A história acompanha quatro irmãs adolescentes de idades e personalidades distintas. Carol (Deborah Secco), de 13 anos, é masculinizada e rebelde. Natália (Dani Valente), de 16 anos, é sonhadora, delicada e insegura. Bárbara (Georgiana Góes) de 17 anos, é aventureira e vivida, ao passo que Diana (Maria Mariana), de 19 anos, é mais responsável e mais madura que as demais.

  Onde assistir a filmes e séries online e grátis?

A série recebeu uma indicação ao Emmy Internacional de melhor programa infanto-juvenil em 1995. Devido a seu sucesso, em 2014, Confissões de Adolescente ganhou uma nova versão, dessa vez em formato de filme.

Malu Mulher

Malu Mulher

Queridinha do Brasil nos anos 1970, a atriz Regina Duarte foi quem protagonizou a série Malu Mulher, lançada na Rede Globo em 1979.

A trama acompanha a vida de Malu, uma mulher que acaba de se divorciar e que está lutando para ganhar a vida sozinha ao passo que lida com os preconceitos da sociedade na época.

Abordando temas relevantes e intensos, agressões física e verbal, núcleo familiar e inseguranças, o elenco principal de Malu Mulher também era composto por Dennis Carvalho, Narjara Turetta, Antônio Petrin e Sônia Guedes.

Mundo da Lua

Uma das séries brasileiras que é pura nostalgia! Originalmente exibido aos domingos, o seriado Mundo da Lua foi ao ar pela primeira vez em 1991, na TV Cultura, e se tornou um campeão de audiência nos anos 1990.

A série acompanha o garoto Lucas Silva e Silva, que ao completar dez anos, ganha um gravador de seu avô paterno Orlando. Em meio aos dilemas da passagem da infância para a adolescência, Lucas usa o gravador para criar histórias de como ele gostaria que as coisas fossem.

O Estranho Mundo do Zé do Caixão

zé do caixão

Exibido entre os anos 1967 e 1968, O Estranho Mundo do Zé do Caixão foi um programa criado e estrelado por José Mojica Marins, popularmente conhecido como o Zé do Caixão.

  Séries policiais no Globoplay que valem a maratona

Os atores da série eram alunos da escola de interpretação do próprio José Mojica, e a premissa da produção era apresentar história de terror, suspense ou tragédias que eram narradas por ele.

O Vigilante Rodoviário

o vigilante rodoviário

Em 1961 a antiga Rede Tupi levou ao ar pela primeira vez a série O Vigilante Rodoviário, criada e dirigida pelo cineasta Ary Fernandes, que também foi o compositor da música tema de abertura, intitulada Canção do Vigilante Rodoviário.

A trama acompanha o inspetor Carlos (Carlos Miranda), e seu cão Lobo, que juntos lutavam contra o crime a bordo de uma motocicleta. A série ficou no ar por três temporadas.

Os Normais

os normais

Produzida entre os anos 2001 e 2003, Os Normais se popularizou como uma das mais amadas e aclamadas séries de comédia do Brasil.

Irreverente e se aproximando da realidade de muitos brasileiros, o programa acompanha o dia a dia de Rui (Luiz Fernando Guimarães), um carioca sossegado e bem humorado que torce pelo Botafogo e trabalha no departamento de marketing. Os episódios exploram sua relação com a noiva Vani (Fernanda Torres), uma vendedora de loja de roupas neurótica e atrapalhada.

Sítio do Picapau Amarelo

Sítio do Picapau Amarelo

Entre os anos 2001 e 2007, a Rede Globo exibiu a série Sítio do Picapau Amarelo, uma doce e ingênua adaptação das obras do escritor Monteiro Lobato.

O seriado é ambientado no sítio de Dona Benta (Nicette Bruno), que fica afastado da correria da cidade grande. Ela tem como amiga Tia Nastácia (Dhu Moraes) e sua neta Lúcia, também conhecida como Narizinho, que tem como brinquedo favorito uma boneca de pano chamada Emília.

O elenco de Sítio do Picapau Amarelo era composto também por Isabelle Drummond, Lara Rodrigues, Caroline Molinari, Amanda Diniz, César Cardadeiro, Cândido Damm e Aramis Trindade.

Organize sua maratona com o nosso Planner!