Skip to main content

Saiba quais séries ganharam versões modernas

Existem séries que conseguem marcar gerações e perpetuar a sua história durante anos na televisão. E alguns remakes também ganharam espaço na programação. Programas como A Feiticeira e As Panteras provaram que continuam sendo populares ao conseguirem continuações modernas no cinema.

De um grupo de policias que resolve crimes no Havaí aos mistérios sobrenaturais, confira as séries que revivem em novas adaptações.

A Mulher Biônica

A história da mulher com qualidades extraordinárias nasceu em 1976 e se tornou um dos shows mais assistidos nos EUA naquele mesmo ano.

Continua após a publicidade..

A personagem foi inicialmente introduzida na série O Homem de Seis Milhões de Dólares, que foi ao ar de 1974 a 1978. Interpretada por Lindsay Wagner, a personagem Jaime Sommers é uma atleta profissional que sofre um acidente quase fatal e é submetida a uma cirurgia experimental, onde partes do seu corpo são substituídas por próteses biônicas avançadas. Com suas novas habilidades super-humanas, ela é contratada como uma agente secreta do governo.

Devido à popularidade da personagem, foi criada uma série spin-off chamada Mulher Biônica, exibida de 1976 a 1978. A série acompanha as aventuras de Jaime Sommers enquanto ela enfrenta missões perigosas e luta contra vilões.

Em 2007, o programa ganhou um remake com a protagonista sendo interpretada por Michelle Ryan.

A Super Máquina

Considerado um dos melhores remakes da atualidade, a série conta a história de um ex-combatente que após sofrer um ferimento a bala recebe um transplante de face. Com a ajuda de seu salvador bilionário, Wilton Knight, o protagonista passa a perseguir criminosos com carro extremamente potente.

Debutou na televisão em 1982 e ganhou continuidade em uma adaptação moderna exibida de 2008 a 2009.

Além da Imaginação

O suspense da série de ficção científica conquistou milhares de fãs ao longo dos anos.

Criada por Rod Serling, a série apresenta episódios independentes que exploram temas de ficção científica, fantasia, suspense e horror, com reviravoltas surpreendentes e uma mensagem moral ou social subjacente.

Cada episódio conta uma história independente, muitas vezes com um protagonista diferente e uma trama única. O seriado é conhecido por suas narrativas envolventes, histórias intrigantes e finais impactantes, que muitas vezes apresentam uma reviravolta inesperada.

A série original foi transmitida de 1959 a 1964 e tornou-se um marco na televisão, influenciando muitos programas da cultura pop. Houve também vários remakes e adaptações ao longo dos anos, incluindo uma versão de 1985 a 1989, outra de 2002, e uma mais recente em 2019, apresentada por Jordan Peele. Essa teve três temporadas e está disponível no Prime Video.

Leia mais:   Fallout: conheça a série apocalíptica do Prime Video

Battlestar Galactica

Originalmente uma série de ficção científica kitsch dos anos 1970 criada por Glen A. Larson, mas se tornou uma série completamente nova nas mãos dos produtores executivos Ronald D. Moore e David Eick.

O novo programa – que começou como uma minissérie antes de se tornar um drama contínuo – é uma cativante ópera espacial que segue os últimos sobreviventes humanos de um ataque nuclear orquestrado pelos Cylons, criações feitas pelo homem que ao longo do tempo evoluíram de máquinas para réplicas humanas sentimentais e quase perfeitas.

Apresentando discussões complexas sobre os temas de ciência, religião, política e o que significa ser humano, o programa retrata a busca emocionalmente desgastante por um novo lar diante de um inimigo criado pelos humanos.

Being Human

Um remake da série homônima da BCC, Being Human conseguiu se manter no ar devido ao interesse dos fãs americanos.

A trama acompanha a vida de três personagens sobrenaturais que compartilham uma casa em Bristol: um vampiro chamado Mitchell, um lobisomem chamado George e um fantasma chamado Annie. Cada um deles está lutando para viver uma vida normal, escondendo suas verdadeiras identidades dos humanos.

A série explora os desafios e dilemas enfrentados pelos personagens enquanto tentam se adaptar à sociedade humana, lidar com suas próprias naturezas sobrenaturais e enfrentar ameaças de outros seres. Ao longo da série, eles enfrentam dilemas morais, tentações, amizades e relacionamentos complicados.

A nova adaptação foi exibida 2011 a 2014 na TV americana. Embora ambas as séries compartilhem conceitos semelhantes, elas têm suas próprias abordagens e diferenças na trama e nos personagens.

Bel Air

A série de televisão é inspirada no sitcom dos anos 1990, Um Maluco no Pedaço. Ela é exibida pelo Peacock, um serviço de streaming da NBCUniversal, e está em sua segunda temporada.

A história acompanha Will, um jovem problemático de origem humilde da Filadélfia, que é enviado para morar com parentes ricos em Bel-Air, um bairro luxuoso de Los Angeles. Enquanto Will ajusta-se à sua nova vida, ele enfrenta questões sociais, raciais e econômicas, explorando temas mais profundos do que a comédia leve da série original.

Leia mais:   Séries sobre o espaço para viajar pelo universo

Bel-Air pretende ser uma releitura moderna e contemporânea, abordando temas relevantes e atuais.

Doctor Who

A série é um verdadeiro clássico da televisão inglesa. O programa já teve 13 Senhores do Tempo diferentes, personagem que tenta corrigir os erros da humanidade por meio de viagens ao passado. A atração foi criada em 1963 e durou 26 temporadas até um hiato em 1989. A nova versão é produzida desde 2005.

Ao longo dos anos vários atores já interpretaram o protagonista: William Hartnell (1963-1966), Patrick Troughton (1966-1969), Jon Pertwee (1970-1974), Tom Baker (1974-1981), Peter Davison (1982-1984), Colin Baker (1984-1986), Sylvester McCoy (1987-1989, 1996), Paul McGann (1996), Christopher Eccleston (2005), David Tennant (2005-2010), Matt Smith (2010-2013), Peter Capaldi (2013-2017), Jodie Whittaker (2017-2022) e Ncuti Gatwa, que assume o papel.

Hawaii Five-O

A série de inspiração policial fez a sua estreia em 1968 e ganhou uma nova adaptação somente em 2010 pela CBS. Ela foi criada por Leonard Freeman e é ambientada no estado do Havaí, acompanhando uma equipe especial de agentes da polícia estadual conhecida como Five-O, liderada pelo detetive Steve McGarrett.

A série original conquistou uma base de fãs leais e se tornou um ícone da cultura pop. Ela apresentava uma combinação de ação, mistério e drama, explorando uma variedade de casos criminais complexos e emocionantes.

Em 2010, uma nova versão de Hawaii Five-O foi lançada, mantendo a premissa central da equipe, mas com um elenco e uma abordagem atualizados. No elenco moderno, Steve é interpretado por Alex O’Loughlin e Danno por Scott Caan, que foi nomeado a um Globo de Ouro pela atuação no remake em 2011.

High School Musical: The Musical: The Series

A série estreou no Disney+ em 2019. A história é ambientada na escola East High, onde o filme original High School Musical foi filmado, e acompanha um grupo de estudantes enquanto eles preparam uma produção teatral.

O roteiro adota um formato de falso documentário, com os personagens falando diretamente para a câmera e compartilhando seus pensamentos e sentimentos.

Ao longo dos episódios, os alunos enfrentam desafios pessoais, rivalidades e dilemas românticos enquanto se esforçam para criar uma produção de sucesso. A série incorpora músicas originais e números musicais inspirados na trilha sonora dos filmes originais.

Leia mais:   Inacreditável: Dan Aykroyd em nova série de mistério

Ao todo, foram exibidas três temporadas.

90210

A versão moderna de Barrados no Baile trouxe adolescentes mais maldosos, egocêntricos e perigosos. Foi transmitida de 2008 a 2013, com um total de cinco temporadas.

A trama segue a vida de um grupo de adolescentes que moram no prestigiado bairro de Beverly Hills, Califórnia. Os irmãos Annie Wilson (Shenae Grimes) e Dixon Wilson (Tristan Wilds) mudam-se para cidade com a família após seu pai conseguir um emprego lá.

Ao longo da série, os personagens principais enfrentam uma variedade de problemas e dilemas típicos da adolescência, como relacionamentos, amizades, questões familiares e escolares.

A série também apresenta algumas participações especiais de membros do elenco original, como Jennie Garth, Shannen Doherty, Tori Spelling e outras, que reprisam seus papéis em alguns episódios.

Rebelde

A Netflix lançou uma nova versão de Rebelde, uma série baseada na telenovela mexicana de sucesso.

A trama segue a mesma premissa da original. Em um ambiente elitista, onde o poder e o dinheiro são supervalorizados, um grupo de adolescentes abre os olhos para a realidade do mundo ao seu redor. Eles lutam pelo direito de amar, quebrar as barreiras sociais e lutar pelos ideais nos quais acreditam.

O elenco da nova versão apresenta uma nova geração de talentos, incluindo Azul Guaita, Sergio Mayer Mori, Andrea Chaparro, Jeronimo Cantillo, Franco Masini, Lizeth Selene, Alejandro Puente e Giovanna Grigio. Cada um deles traz sua própria personalidade e carisma para dar vida aos personagens icônicos e cativantes de Rebelde.

A série teve duas temporadas é um dos remakes mais lembrados da plataforma.

Saved by the Bell

Sob a direção de Tracey Wigfield, o programa acompanha uma nova geração de estudantes frequentando a Bayside High, mas, embora conte principalmente com um elenco jovem, não é um verdadeiro reboot.

Mark-Paul Gosselaar e Tiffani Thiessen reprisam seus papéis como Zack e Kelly, agora governador e primeira-dama da Califórnia. Quando a incompetência do primeiro resulta no fechamento de muitas escolas públicas no estado, os alunos de classes sociais mais baixas se encontram frequentando distritos escolares bem financiados.

Mas Gosselaar e Thiessen não são os únicos rostos familiares no elenco. Elizabeth Berkley e Mario Lopez reprisam seus papéis como Jessie Spano e A.C. Slater, que agora trabalham na escola, enquanto Lisa Turtle de Lark Voorhies é uma estilista que aparece ocasionalmente.

rebelde

Nova versão de Rebelde na Netflix

Organize sua maratona com o nosso Planner!

2 Comentários
Novos
Antigos Mais votados
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Mary
Mary
10 anos atrás

Muito legal esse post, eu acompanho Being Human (americana) e é muito boa, realmente.

Mary
Mary
10 anos atrás

Muito legal esse post, eu acompanho Being Human (americana) e é muito boa, realmente.