Skip to main content

Nona temporada da série estreia no catálogo da Netflix

The Blacklist estreia a sua 9ª temporada no o dia 31 de março de 2023 aqui no Brasil pela plataforma da Netflix (nos EUA os episódios já foram transmitidos).

Rumores de que o final da série estaria próximo se espelharam e uma notícia recente confirmou o destino da atração. Se você não se lembra de tudo o que aconteceu na série, o Pop Séries! faz um resumo completo.

Confira:

1ª temporada

The Blacklist é uma série dinâmica onde cada episódio tem como foco uma história específica, e todas elas se unem em um grande quebra-cabeça.

O drama gira em torno de Raymond “Red” Reddington (James Spader) um ex-oficial da marinha dos Estados Unidos que acabou se tornando um criminoso de alto nível.

A história começa com Reddington se rendendo ao FBI e oferecendo uma lista com nomes dos criminosos mais perigosos do mundo, obviamente tudo isso tem um preço: a imunidade sobre os seus crimes. Além da imunidade, Reddington exige trabalhar com a novata Elizabeth Keen (Megan Boone), que enfrentará muitos desafios como agente da organização governamental.

Também somos apresentados a Tom Keen (Ryan Eggold), marido da agente Elizabeth, que levanta suspeitas quanto a sua identidade. Seria ele um espião?

Ao longo dos episódios vamos interagindo com diferentes vilões e percebemos que Reddington é o rei desse tabuleiro de xadrez. O nono episódio traz Anslo Garrick (Ritchie Coster) e um grupo de criminosos que invadem a base da CIA, onde Reddington está, e uma batalha frenética se inicia. Com muitos mortos e feridos, vemos o agente Ressler (Diego Klattenhoff) muito machucado, chegando ao cubo (local seguro onde Reddington está). Enquanto isso, Anslo e seu bando estão dizimando qualquer um que entrasse em seu caminho, ate que Ressler entregue Red.

Nesse meio tempo, Elizabeth consegue chegar à base e tenta restabelecer a comunicação e pedir reforços. Enquanto isso, Anslo fica cada vez mais irritado e força Ressler a abrir a porta do cubo, Reddington é levado, torturado, mas consegue sobreviver. Ele descobre que o mandante desse ataque é Alan Fitch (Alan Alda), um antigo colega de trabalho que afirma que Red deve ser eliminado, pois sua proximidade com o FBI é perigosa.

Reddington consegue fugir e liga para Elizabeth, que desconfiava que ele era seu pai, e ao questioná-lo ele nega veementemente.

Com o passar dos episódios a vida de Reddington, Elizabeth e Tom é mais explorada, e os casos ficam mais densos e sombrios. Red dá sequência a sua investigação para saber quem é o espião infiltrado na CIA, e nesse ponto somos apresentados a Meera (Parminder Nagra), que é ameaçado por Reddington e passa a ajudá-lo nas investigações em troca de ter sua ficha limpa.

O espião é encontrado por Reddington e é eliminado, ele volta a trabalhar ao lado de Elizabeth que está a cada dia mais desconfiada das atitudes de Tom, e isso se agrava após o sumiço misterioso do parceiro de trabalho dele.

Elizabeth se dedica a desvendar esse mistério e começa a seguir o marido. Como diz o velho ditado, “quem procura acha”, ela descobre que seu marido é mesmo um espião. A protaognista decide abandonar sua profissão e Reddington é levado até uma prisão secreta. Elizabeth volta atrás e decide ir até a pessoa que está perseguindo o criminoso, e que é o comandante do seu marido.

  Bridgerton: quando estreia a parte 2 da 3ª temporada?

E com esse enorme arco em aberto a primeira temporada chega ao fim.

2ª temporada

Notamos nessa temporada de The Blacklist o quanto Red ajudou na evolução de Elizabeth, fazendo com a agente do FBI pensasse com a mente de um criminoso, e assim pudesse ter êxito e suas buscas.

A atriz Krysten Ritter (Breaking Bad) interpreta Rowan Mills, uma analista de sistemas que trabalha para uma empresa de segurança de dados. A participação de Krysten foi muito elogiada pela crítica.

No enredo, temos como um dos destaques a história de vida da agente Keen. No 11º e 12º episódios, vemos Red ser preso, ou melhor, ele se deixa prender e arquiteta um dos planos mais ousados até aqui. Mais um vilão surge, Luther Braxton, interpretado pelo brilhante Ron Perlman, que se torna um dos maiores rivais de Red. É simplesmente maravilhoso acompanhar o show de interpretação que os atores entregam na segunda temporada.

Outro ponto importante foi a maior objetividade nos episódios, sempre com revelações bombásticas, e Reddington como protagonista absoluto do enredo.

O interesse de Red por Elizabeth também ganha novos elementos e parece que essa repentina atenção é a chave para encontrar o Fulcrum, que estava no incêndio na casa de Keen. Aqui entendemos porque Red não deixou Elizabeth participar da operação, era medo de Luther descobrir toda a verdade – o que acabou acontecendo.

Depois de muito suspense descobrimos que o Fulcrum é um arquivo com informações sobre uma organização criminosa e seus trabalhos – e ela tem nomes importantes e inesperados em sua lista de colaboradores.

Reddington precisa encontrar a lista, pois sem ela a sua importância para os agentes é mínima e ele pode ser eliminado. O novo diretor da agencia Tom Connolly (Reed Birney) vê aí a oportunidade perfeita para se livrar de Red.

Harold Cooper (Harry Lennix) faz um acordo com Connolly e passa a viver um conflito ético, perder seu tratamento, que está surtindo efeito positivo sobre a sua saúde ou seguir as ordens do chefe e libertar o bilionário. Para a surpresa de todos, Harold opta por obedecer Connolly, fato que mostra mais uma faceta de sua personalidade dúbia.

Red na verdade é o mocinho, mas todo o enredo nos leva a acreditar no contrário. Será?

3ª temporada

Quem acompanhou The Blacklist sabe que essa temporada é uma das mais impactantes.

Logo no início, a agente Elizabeth deve enfrentar diversos problemas, um dos maiores é ela não conseguir abrigo na embaixada russa. Enquanto isso Reddington vai até um advogado com péssima reputação em busca de uma alternativa.

Em paralelo, temos um perigoso criminoso que foge da prisão e é suspeito de estar envolvido com armas nucleares, mas Red desconfia dessa história e percebe que isso não passa de uma distração para camuflar o verdadeiro intuito da nova operação: matar Elizabeth.

E por falar em Elizabeth, nesta temporada vemos a sua tentativa de casar-se com Tom, mas no meio da cerimônia um tiroteio descontrolado começa. Grávida, ferida e assustada, Elizabeth dá a luz ao seu filho e morre. Um dos episódios mais tristes de toda a série.

Red fica arrasado pela morte de Elizabeth e no episódio 19 o personagem explora o sobrenatural! Uma misteriosa mulher surge e Red a ajuda, evitando que ela se mate. O mistério consiste em saber se aquela mulher é real ou fruto da imaginação dele.

  Ginnifer Goodwin: a eterna Branca de Neve de Once Upon a Time

No 20° episódio acontece o funeral de Elizabeth, alguns críticos dizem que o enredo não estava convincente e que os telespectadores já haviam percebido eu ela estava viva. Sim, ela estava! No 21° episódio conhecemos Susan Hardrave, mãe de Tom.

No penúltimo episódio descobrimos que Alexander Kirk é o responsável pela morte de Elizabeth. O bilionário russo fez fortuna após a queda da União Soviética e está envolvido em todo tipo de sujeira. Red sabe que ao atingir sua fortuna estará atacando o ponto fraco de Kirk.

No último episódio, descobrimos que Elizabeth estava viva (como todos já suspeitavam) e em Cuba, isso mesmo, e tudo havia sido planejado por ela. E se já não bastasse tantas reviravoltas descobrimos que o seu verdadeiro nome é Masha e que ela é russa. E a temporada chega ao fim com muitas revelações.

4ª temporada

Nesta nova fase, a Sra. Kaplan (Susan Blommaert), a senhorinha que sempre “aliviava” as coisas para o criminoso, revela-se um grande problema. Após quase morrer com um tiro disparado por Red, ela está sedenta por vingança.

Sra. Kaplan ficou anos a serviço de Raymond e aprendeu tudo sobre o mundo do crime, tornando-a uma adversária extremamente perigosa para Red. Descobrimos que Kaplan tinha muito amor por Elizabeth e foi sua babá quando ela era apenas uma criança, e que estaria disposta a tudo para salvar a jovem.

James Spader dá um show de interpretação, e o ponto alto da série acontece quando é revelado que Red é o pai de Liz, o que todos já desconfiavam, mas foi emocionante assistir.

Um ponto que ficou em suspensão foi o desaparecimento de Tom, pouco explicado e trabalhado, e essa parte do enredo foi muito criticada.

No geral, a temporada seguiu o padrão de The Blacklist. 

5ª temporada

A quinta temporada está recheada de emoções e investigações, mas a relação de Liz e Red tem reviravoltas impressionantes.

Um dos pontos fortes é a revelação da paternidade. Liz transforma-se ao longo da temporada e vemos um lado ainda não explorado de sua personalidade.

Outro ponto eletrizante da história é a misteriosa “maleta de ossos”de Reddington, que acabou custando as vidas de Tom e Kaplan, despertando em Liz o desejo de vingança. A agente descobre que a tal maleta continha os ossos do verdadeiro Reddington e que aquele homem era um usurpador.

O fato surpreendente abre um leque de opções para a história, afinal, quem é esse homem? Por que ele é tão interessado em Elizabeth? Liz fica obcecada em desvendar esse mistério. Em contrapartida, Red nem imagina que a agente havia descoberto a verdade sobre sua identidade e queima a maleta com os restos mortais do verdadeiro Reddington.

A série continua mantendo os casos semanais que são resolvidos pelos agentes do FBI, mas trouxe um novo fôlego com o desenrolar de relações complicadas e vinganças inebriantes.

6ª e 7ª temporadas

As duas temporadas de The Blacklist conectam-se e conversam muito entre si.

Elizabeth já estava abalada com a revelação da identidade de Red e fechou-se em busca de vingança. Ela ainda teve que lidar com o ressurgimento de sua mãe após 30 longos anos, e mesmo a distância não impede que ela salve a sua mãe do FBI. O laço repentino gerou certa estranheza entre os telespectadores.

A mãe da agente é uma mulher manipuladora e má, e mesmo assim Liz insiste em ficar ao seu lado e se afasta de sua família. Raymond continua sendo seu aliado, pois vê que Elizabeth está sendo manipulada pela mãe.

  The Boys: Capitão Pátria vai morrer na 4ª temporada?

Elizabeth torna-se inconstante, ora confia na mãe oura confia em Raymond. A agente passa a apresentar uma personalidade ambígua e sempre consegue arrumar uma desculpa para suas atitudes.

Muita ação e drama se formam nessas duas temporadas, com as relações cada vez mais densas e perigosas. As duas temporadas falam muito sobre vida e morte, ética e moral, sentimentos profundos que são muito bem explorados.

the blacklist

Elizabeth (Megan Boone) pode retornar na última temporada de The Blacklist

8ª temporada

O foco está em Elizabeth e sua mãe, tentando destruir Reddington, ou seja lá quem ele é. Na busca implacável, Liz alia-se a Neville Townsend, um criminoso muito violento que está disposto a tudo.

A temporada tem um desenrolar muito tenso e misterioso e o final é arrebatador. Elizabeth é assassinada por um dos capangas de Townsend deixando todos os fãs boquiabertos.

Existem teorias de que Liz poderá voltar para a história, mas nada foi confirmado.

9ª temporada

A nona temporada começa dois anos após a morte de Liz,  tempo em que Reddington e os agentes do FBI tentam seguir com suas vidas. Os agentes voltam a buscar os criminosos da lista negra e acabam enfrentando novos adversários muito perigosos.

Reddington ainda tem seu paradeiro em oculto, mas devido a algumas circunstâncias ele participa de uma reunião do grupo.

A temporada conta 22 episódios. Rumores indicavam que essa seria a última temporada da série, mas a NBC já confirmou que a série foi renovada para a 10ª temporada, garantindo mais emoção para os fãs dessa trama surpreendente.

10ª temporada

Ainda sem data de estreia, a décima temporada marca o final de The Blacklist.

Em comunicado, o co-presidente da Sony Pictures Television Studios, Jason Clodfelter, disse: “James liderou um elenco diversificado e multi-talentoso que também contou com estrelas convidadas lendárias e centenas de Blacklisters que nos fizeram torcer por este anti-herói. Tiramos nosso chapéu de Reddington para a equipe de produção dedicada, equipe trabalhadora e escritores talentosos. As imprevisíveis reviravoltas na trama produziram um programa de TV legado que serviu para entreter uma audiência mundial e, ao entrarmos na temporada final, mal podemos esperar para que o público veja como Raymond Reddington faz uma reverência final.”

O showrunner John Eisendrath acrescentou: “Depois de 10 anos, centenas de casos da lista negra e mais de 200 episódios produzidos, estamos honrados em chegar à nossa conclusão. Tem sido incrivelmente divertido criar os estranhos, tortuosos e deliciosos Blacklisters para desafiar Raymond Reddington e nossa força-tarefa do FBI a cada semana. Gostaríamos de agradecer a todos da NBC e da Sony, nossa equipe extraordinária que faz o impossível acontecer todos os dias, nossos escritores e produtores infinitamente inventivos e nosso elenco notável que deu vida a esses personagens. Agradecemos nossa base de fãs dedicada que veio para este passeio maravilhoso e estamos ansiosos para compartilhar esta temporada final com eles.”

Na temporada final de The Blacklist, Reddington terá o seu papel como um informante do FBI ameaçado. Os ex-membros de sua lista negra se unirão contra ele em seu desejo letal de vingança – testando Red e a força-tarefa do FBI como nunca antes. Diego Klattenhoff, Hisham Tawfiq, Anya Banerjee e Harry Lennix estão confirmados no elenco.

Organize sua maratona com o nosso Planner!