Crítica - quinta temporada de Homeland
CríticaHomeland

Homeland: série apresenta temporada morna e personagens apáticos

Por 28 de dezembro de 2015 abril 21st, 2016 Sem Comentários
Homeland: assista ao trailer estendido da quinta temporada

spoilerNo ano passado, Homeland foi responsável por reinventar sua trama com grande perspicácia. Eliminou personagens que já não agregavam, investiu em boas cenas de ação e apresentou em diálogos reflexivos. Diante disso, a expectativa era de que a quinta temporada atingisse um patamar igual ou superior. Porém, esta possibilidade foi infundada.

Acompanhe mais notícias e vídeos da série 

Para começar, houve um salto no tempo de cinco anos. Carrie (Claire Danes) conseguiu controlar o seu transtorno bipolar, assumiu as responsabilidades de sua filha e arrumou um trabalho relativamente menos perigoso do que sua posição na CIA. Ou seja, tudo o que era um estopim para bons arcos narrativos foram retirados da trama. A protagonista, que era uma eximia agente da inteligência americana, se transformou em um mãe de família que estava decidida a viver longe do perigo.

Com os passar dos episódios, a tranquilidade de Carrie foi encerrada. Após um atentado, ela descobriu que corra risco de vida e elaborou um plano por conta própria para conseguir escapar. Ela fingiu morte, se despediu de Frannie e implorou por sua vida para pessoas como Saul e Allison.

Carrie consegue pista decisiva em Homeland

Saul (Mandy Patinkin). envolveu-se com a espiã russa Allison (Miranda Otto)

Saul (Mandy Patinkin) envolveu-se com a espiã russa Allison (Miranda Otto)

No final das contas, tudo não passou de um plano da inteligência russa de comandar atentados e utilizar uma espiã dentro da CIA. Por ser uma série tão perspicaz, era de esperar mais do que um revival da Guerra Fria. Será que a televisão americana ainda não cansou de tentar impor sua superioridade perante a Rússia?

E definitivamente, o que contou contra a série neste ano foi redução da audácia de Saul (Mandy Patinkin). Como um homem tão astuto e ardiloso é capaz de cometer erros tão banais por amor? E a situação fica ainda pior ao saber que Allison era uma espiã russa. Saul, que protagonizou cenas brilhantes – como a de seu sequestro no ano passado – desta vez não passou de um personagem fraco e ressentido.

Veja prévia do season finale de Homeland

Para completar, o desfecho mostrou a possível morte de Peter Quinn, personagem que com certeza poderia ajudar Homeland a construir um nova temporada digna de sua fama. O que resta é torcer para que as próximas vítimas não sejam Saul, Dar Adal ou a própria Carrie.

Loading...
Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Sem Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.