Kingdom: série explora mundo do MMA
Crítica

Kingdom: com bons personagens, série explora mundo do MMA

Por 19 de dezembro de 2014 abril 22nd, 2016 4 Comentários
Kingdom: com bons personagens, série explora mundo do MMA 1

 

spoilerRetratar lutadores obstinados em busca da vitória sempre foi um tema recorrente no cinema americano. Rocky Balboa, interpretado por Sylvester Stallone, tornou-se o maior exemplo de determinação e coragem dos EUA na década de 1970, ao liquidar seus adversários no ringue de boxe. Aproveitando a popularidade das Artes Marciais Mistas, ou MMA, o canal DirecTV decidiu exibir uma série de televisão que contextualizasse esse fenômeno esportivo.

Kingdom: veja trailer da série de Nick Jonas

Kingdom narra a trajetória de uma academia de Venice Beach comandada pelo ex-campeão, Alvey Kulina (Frank Grillo). Com dois filhos também esportistas, o protagonista tenta emplacar a volta do lutador Ryan Wheeler (Matt Lauria), que passou um tempo na cadeia após ter agredido seu próprio pai.

O ator Jonathan Tucker interpreta o lutador Jay Kulina

O ator Jonathan Tucker interpreta o lutador Jay Kulina

No primeiro ano, os arcos narrativos se desenvolveram com muita dramaticidade e apresentaram diversos clichês. Alvey e Ryan compõe um triângulo amoroso previsível, sendo ambos apaixonados por Lisa Prince (Kiele Sanchez). Há também personagens que buscam deixar as drogas, homossexualidade não assumida e brigas com gangues mexicanas.

Entretanto, o que conta a favor do seriado é a boa construção dos personagens. Jonathan Tucker pode ser considerado o grande atrativo do programa ao interpretar o filho mais velho de Alvey, Jay Kulina. Com um bom anti-herói, ele não possui uma boa conduta como lutador. Mulherengo e usuário de drogas, ele tenta provar que possui determinação suficiente para ser um profissional renomado. Ao mesmo tempo, transforma-se no grande pilar da família cuidando do irmão e tirando a mãe da prostituição.

O desfecho pode ser considerado previsível, já que Jay e Ryan conquistaram vitórias gloriosas no octógono. Apesar disso, a trama deixa lacunas interessantes que serão desenvolvidas nos próximos episódios. Com a segunda temporada programada para 2015, os telespectadores poderão conferir se Alvey continuará apoiando Ryan e se o lutador se manterá fiel ao treinador mesmo com a sua paixão por Lisa.

Crítica: Ray Donovan e os laços de amor e ódio

Já o caçula da família, Nate Kulina (Nick Jonas) enfrentará o grande desafio de lidar com sua homossexualidade. Resta saber se o jovem terá coragem suficiente para assumir sua condição ou se decidirá esconder seus desejos diante de um mundo predominantemente machista.

Kingdom reserva boas surpresas e dramas envolventes, que são entrelaçados com uma dose certa de cenas de luta e de superação pessoal.

Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

4 Comments

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do POP SÉRIES. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O POP SÉRIES poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.