Skip to main content

A segunda temporada estreia em 10 de fevereiro no Prime Video

O Amazon Prime Video estreia no dia 10 de fevereiro a segunda temporada de Operação Maré Negra. A série é uma produção que reúne atores brasileiros, espanhóis, portugueses e latino-americanos. Nós conversamos com Jorge López, Bruno Gagliasso, Esther Acebo e Leandro Firmino para saber todas as novidades da estreia e os bastidores da atração.

Operação Maré Negra é baseada em fatos reais, num caso em que um submarino artesanal atravessa o Oceano Atlântico com três toneladas de cocaína. Lá dentro, três homens sobrevivem a tormentas, discussões e a uma constante pressão policial. Entretanto, a segunda temporada é completamente ficcional.

Filmada na Galícia e em Portugal, a trama do segundo ano do programa é completamente ficcional e se passa dois anos após os últimos acontecimentos. Nando está na prisão e navega entre o crime e a lei, passando por uma jornada repleta de traições e jogos duplos.

Jorge López, conhecido por seu trabalho em Elite, contou como foi a preparação para assumir o papel de Nando a partir da segunda temporada de Operação Maré Negra. O ator contou que teve apenas quinze dias para se preparar. “Nossa, foi muito complexo.Eu aceitei porque gosto de desafios e gosto de me reinventar”, disse. “Tive aulas para ajustar o meu sotaque, pois sou chileno. Meu espanhol é diferente do da Espanha. Quis também falar em português, aprender a pilotar um barco e fazer aulas de boxe”.

Leia mais:   Bebê Rena: série é baseada em fatos reais?

Gagliasso, que interpreta João, comentou que aceitou participar da produção pelo fato de seu personagem ser muito diferente dos narcotraficantes que vemos nas produções brasileiras. “Foi o que motivou porque eles são os verdadeiros narcotraficantes, são os verdadeiros empresários do tráfico” afirmou.”Quando vemos uma produção de fora mostrando o traficante brasileiro, é o negro que mora na favela, que na verdade é muito mais uma vítima de um governo corrupto do que quem manda. Basta acompanhar os noticiários do Brasil, os verdadeiros bandidos matam com caneta, não sujam as mãos”.

O ator brasileiro também comentou sobre participar de uma série que envolve um elenco tão diverso. “É muito bom e cada vez mais vai acontecer. É só você olhar as produções que estão sendo feitas. Isso é enriquecedor, o streaming veio para isso, para globalizar. Hoje, fazemos uma produção para o mundo. Está todo mundo querendo trocar e dar o seu melhor”.

Questionado sobre onde gostaria de ver Nando em uma possível terceira temporada de Operação Maré Negra, Jorge foi enfático e brincalhão. “No Brasil. O público brasileiro é muito lindo e tenho muito carinho”, falou. “A primeira vez que vim ao Brasil, fui passear na Avenida Paulista e uma pessoa tirou uma foto minha experimentando um óculos de sol. De repente, tinha um trending topics com meu nome e várias pessoas embaixo do meu hotel. Foi muito lindo e muito doido”.

Leia mais:   Minha Culpa 2: quando estreia o novo filme?

Sobre o diferencial da segunda temporada de Operação Maré Negra, Jorge acredita que é uma série imprevisível. “Ninguém sabe para onde vai, é muito viciante”. Bruno também chama atenção que pelo fato dos episódios serem ficcionais, há mais drama nos arcos narrativos. “Tem ação, tem paixão, traição, violência e sangue”.

 

A segunda temporada de Operação Maré Negra conta também com a participação de Esther Acebo, conhecida por interpretar Estocolmo em La Casa de Papel. Na trama, ela vive uma advogada que tem como objetivo defender Nando e a família que comanda o narcotráfico. “Coira é uma mulher com muita ambição e muito segura de si. Não se assusta em jogar ou enfrentar o poder ou a corrupção. Ao mesmo tempo, é uma mulher que sente muita empatia de como venderam Nando e ele acabou sendo preso por um problema que é muito maior”.

Sobre interpretar uma personagem que é responsável por defender narcotraficantes e corruptos, Esther confessou que ficou preocupada no começo. “Decidi não julgar o que ela está fazendo e me diverti muito. Ela tem suas motivações para trabalhar para a família Waldez e de alguma maneira se sente poderosa sem perder a humanidade”.

Durante a entrevista com o elenco de Operação Maré Alta, Leandro Firmino, que interpreta um dos narcotraficantes, falou sobre os bastidores de gravar a primeira temporada dentro de um submarino durante dois meses.

Leia mais:   Planner 2024: organize a sua maratona de séries e filmes

“Foi muito complicado. Os primeiros dias foram terríveis porque era um espaço muito pequeno, ficamos nós três e às vezes o diretor precisava entrar”, contou. “Mas nós, seres humanos, somos adaptáveis. Impressionante que com uma semana que já consegui me movimentar com agilidade. Eu nunca tinha passado por uma experiência como essa e toda hora mudava a sensação térmica por conta das cenas com água”.

Confira, abaixo, o trailer da segunda temporada de Operação Maré Negra.

Organize sua maratona com o nosso Planner!

Inscreva-se
Notificação de
guest

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários