Skip to main content

A atração é estrelada por Daisy Edgar-Jones e Paul Mescal

Se você ainda não ouviu falar sobre Connell e Marianne (Daisy Edgar-Jones), saiba que eles vão conquistar e abalar o seu coração. Normal People é uma daquelas séries que é capaz de mexer profundamente com o público.

A trama é ambientada no interior da Irlanda e mostra muito dos costumes e da cultura local.

Normal People é um romance adolescente complexo que apresenta uma trama, muitas vezes, melancólica. Ele aborda temas como depressão, dificuldades financeiras e relacionamentos abusivos familiares.

O programa é uma co-produção da BBC com o Hulu e chegou ao Brasil pela plataforma Lionsgate+, no dia 16 de julho de 2020.

Um enredo surpreendente

Baseada no best-seller homônimo escrito por Sally Rooney, Normal People conta a história de dois jovens que se apaixonam no colégio: Marianne e Connell (Paul Mescal). Ela é uma jovem de inteligente, sarcástica que sofre bullying no colégio todos os dias. Já o rapaz é um atleta popular, muito simpático e querido por todos.

Mesmo com toda sua popularidade, Connell não sabe o que fazer com seu futuro, e não consegue se descobrir enquanto individuo. Já Marianne é o total oposto, ela é decidida e tem metas bem estabelecidas para sua vida; mesmo sendo insegura ela consegue esconder essa característica e segue sua rotina no colégio.

Pode parecer que você já tenha visto sinopses muito parecidas com essa, mas a série é muito diferente das produções teens exibidas nos últimos tempos.

Um dos pontos mais interessantes da trama é a discrepância entre o mundo do colégio, com sua regras infantis sobre popularidade e a vida fora da bolha escolar. Nesse contexto, a mãe de Connell, o atleta popular, trabalha na casa Marianne, a jovem nada popular. Com a proximidade diária os dois começam um relacionamento furtivo e conturbado. Eles ficam cada vez mais íntimos, mas Connell parece não querer divulgar esse relacionamento e quando estão em público ele finge que não a conhece.

Marianne e Connell

Marianne diz que concorda com a relação e que essa distância é o ideal para os dois, mas fica óbvio que a jovem se recente. Ela decide colocar um ponto final na história dos dois quando Connell convida outra garota para sair com o objetivo de despistar algumas pessoas que estavam desconfiando do seu caso secreto. Ela passa a estudar em casa e não fala mais com Connell; mesmo quando ele manda uma mensagem dizendo que a ama.

  Planner 2024: organize a sua maratona de séries e filmes

Um ponto muito importante da série é a química sexual existente entre o casal, diferentemente de outras séries onde o sexo é mostrado gratuitamente a todo o momento, aqui as cenas são de uma sensibilidade e intimidade ímpares. Na primeira vez do casal, Connell pergunta a Marianne se ela deseja continuar com o sexo, mostrando que ele busca o consentimento dela, e esse conceito é importantíssimo.

Outra questão muito séria abordada com maestria é a relação familiar. Connell vem de uma relação saudável e amigável com sua mãe, por outro lado Marianne tem uma relação extremamente tóxica com sua família, ela sofreu diversos abusos e teve seu psicológico testado inúmeras vezes. Marianne ainda presenciou seu pai agredir sua mãe de diversas maneiras, e seu irmão replica esse comportamento e a ofende sempre que tem uma oportunidade. As cenas de Marianne com sua família são muito densas e difíceis de assistir.

Após um ano os dois vão para a Universidade em Dublin e lá os papéis se invertem; Marianne agora é popular e muito bem vista no circulo social da universitário, já Connell está à margem desse grupo e sente-se sozinho. É impossível não notar o amadurecimento da jovem, desde suas roupas até sua atitude segura marcam a sua saída da adolescência para a vida adulta.

Marianne e Connell estão separados, e ela começa um relacionamento com um colega de turma do seu ex. Os protagonistas se reencontram em uma festa, conversam e decidem que vale a pena voltar com sua ‘amizade’, mas logo o sentimento do passado volta impiedoso e eles assumem um romance.

Agora eles não se escondem e seu relacionamento é público, mas Connell tem muitas barreiras e não consegue tocá-la perto de outras pessoas; e essa atitude devasta Marianne, ainda mais com o histórico de rejeição e falta de afeto que ela carrega da sua disfuncional família. Connell acaba perdendo seu emprego e decide retornar para o vilarejo, deixando Marianne sozinha, o que revoltou os fãs, afinal, ele poderia ter ficado no apartamento dela e tudo se resolveria com diálogo; mas isso não acontece, pois diálogo não é o forte de Connell.

  Séries sobre finanças que ensinam a ganhar dinheiro

Enquanto ele passa o verão se relacionando com uma ex-professora, Marianne começa um relacionamento Jamie (Fionn O’Shea), um homem arrogante e abusivo, que critica cada aspecto de Marianne e a faz sentir culpada por absolutamente tudo. Algum tempo depois ela convida seu namorado e Connell para passar uma temporada na casa de veraneio de sua família, Jamie tem um surto ao saber que o ex de sua namorada irá, e os dois acabam se separando.

Novamente é Connell quem fica ao lado dela e oferece suporte para mais uma decepção. Durante a viagem eles analisam a diferença social que existe entre suas vidas e como isso afetou na sua criação e nas perspectivas que eles desenvolveram. Marianne se surpreende com as dificuldades financeiras de Connell, mostrando o quão distante essa realidade é da sua vida.

Os dois conseguem bolsas de estudos, mas a de Marianne é para um intercambio na Suíça e aqui começa a temporada das grandes dores! Longe de Connell ela começa um novo relacionamento, onde pede para seu parceiro praticar sadomasoquismo com ela, resquícios do seu relacionamento com Jamie. Marianne não demonstra gostar dos atos, mas parece precisar deles como uma espécie de ancora psicológica.

Em paralelo, vemos Connell na sua rotina universitária em Dublin, com um relacionamento saudável, mas que enfrenta o luto pela perda de seu amigo, que sofrendo de depressão decide tirar a própria vida (caso você tenha sentimentos pessimistas acerca da vida, ligue para o CVV, número 188). A morte do melhor amigo causa impactos profundos em Connell, que já não vê sentido na sua vida, apenas seu relacionamento com Marianne, que agora é uma amizade verdadeira, lhe dá um pouco de conforto.

Durante as férias de verão os dois se encontram na sua cidade natal e se envolvem romanticamente de novo. E um ponto de mudança ocorre aqui, Marianne pede para Connell praticar sadomasoquismo nela, mas ele recusa veementemente. O pedido ocorre depois que ele vai buscá-la na casa de sua mãe, após seu irmão agredi-la, os dois entram no carro e vão embora da cidade.

  Heartstopper: saiba quando estreia a 3ª temporada

As idas e vindas do casal não são cansativas como em outros roteiros, pois é fácil observar a intimidade e o ritmo orgânico da relação deles.

O final da minissérie é uma mistura entre a esperança, o sonho de um futuro e a realidade. Os dois estão no novo apartamento de Marianne e conversam francamente acerca de suas expectativas e planos. Connell consegue uma bolsa de estudos em Nova York, e Marianne permanece em Dublin onde conseguiu uma vida mais calma. Eles não terminam juntos oficialmente, mas a possibilidade de um reencontro é deixada em aberto, mas acabam felizes, na medida do possível.

Essa abordagem pouco convencional de Normal People foi muito bem recebida, apesar de impactante. Já temos consolidado que ao final das adversidades o casal terminará feliz para sempre. Mas como na vida real, nem tudo é como gostaríamos, mas é com certeza como deveria ser, e com essa premissa eles seguem suas vidas, separados geograficamente, mas com um laço impossível de ser quebrado.

A série foi muito bem recebida pelo público e também pela crítica especializada e recebeu diversas indicações para prêmios internacionais, dentre eles Globo de Ouro e também indicação ao Emmy Awards. A trama venceu o 17th Irish Film & Television Awards, um importante premio da TV britânica; também conquistou um BAFTA em 2021.

No IMDb a série recebeu 8,4 em sua pontuação, já no Rotten Tomatoes sua aprovação alcançou 91%.

Segunda temporada de Normal People

Os fãs andam questionando se a produção terá uma segunda temporada, mas não há nenhuma informação que confirme.

A trama foi criada como uma minissérie, portanto é muito improvável que possamos ter uma segunda temporada.

Enquanto não temos um vislumbre de uma continuidade para essa história de amor surpreendente, podemos acompanhar Normal People pelas plataformas da Lionsgate+ e do Globoplay.

Se você quer ficar por dentro dos seus filmes, séries e atores favoritos, acompanhe o melhor conteúdo aqui no Pop Séries!

normal people

Série Normal People

Organize sua maratona com o nosso Planner!