Crítica de The Crazy Ones
Crítica

The Crazy Ones: a desastrosa comédia de Robin Willians

Por 14 de maio de 2014 abril 22nd, 2016 Sem Comentários
The Crazy Ones: a desastrosa comédia de Robin Willians 1

Uma grande aposta foi depositada na estreia de The Crazy Ones. O retorno de Robin Willians à televisão, depois de 32 anos, gerou uma grande expectativa nos telespectadores. O ator que é sinônimo de sucesso no cinema americano, com filmes como Sociedade dos Poetas Mortos (1989) e Gênio Indomável (1997), decidiu redirecionar a sua carreira estrelando uma comédia sobre o cotidiano de uma famosa agência de publicidade de Chicago.

The Crazy Ones: trailer promove season finale

Ao lado de Sarah Michelle Gellar (Buffy, A Caça-Vampiros), o ator interpretava Simon Roberts, um publicitário criativo que era capaz de atender aos mais peculiares e divertidos clientes. A atriz atuava como Sydney, a filha do protagonista que desejava, mais do que tudo na vida, ter a genialidade do pai.

Adriana Lima participa de The Crazy Ones

PUBLICIDADE

O novo sitcom da CBS tinha grandes chances de conquistar uma excelente audiência. Entretanto, os diálogos com pouco humor e a interpretação forçada de Robin Williams contribuíram para um resultado desastroso. A falta de criatividade nas elaboração das histórias e, principalmente, na construção dos personagens, fizeram com que a comédia se tornasse previsível e cansativa.

Zach Cropper (James Wolk), Andrew Keanelly (Hamish Linklater), Sydney Roberts (Sarah Michelle Gellar) e Lauren Slotsky (Amanda Setton).

Zach Cropper (James Wolk), Andrew Keanelly (Hamish Linklater), Sydney Roberts (Sarah Michelle Gellar) e Lauren Slotsky (Amanda Setton).

 

Simmons se comportou como um profissional maluco e desligado que sempre encontrava uma saída para um caos estabelecido na agência. Por outro lado, Sidney, uma jovem neurótica, viciada em trabalho e conservadora, passou todos os capítulos repreendendo as atitudes do pai. No final, os dois protagonistas sempre driblavam os desafios e compreendiam as diferenças entre si. E claro, sempre havia uma lição de moral sobre os significados da vida.

The Crazy Ones: veja o vídeo da série de Robin Williams

Os personagens coadjuvantes conseguiram agregar entusiasmo ao seriado, principalmente Andrew Keanelly (Hamish Linklater). Entretanto, eles não foram preponderantes para um bom resultado na primeira temporada.

A decepção com o seriado foi tão significativa que o cancelamento foi confirmado pela CBS no último domingo (12). Com certeza, foi um grande erro desperdiçar a competência de grandes atores americanos em uma trama tão superficial. Willians e Gellar mereciam um roteiro condizente com os seus talentos.

Amanda Negrini

Amanda Negrini

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Jornalismo Cultural pela FAAP. Especialista em cultura pop, é autora da tese "A Evolução das cantoras Pop Americanas: a criação de Madonna e a inovação de Lady Gaga".

Sem Comentários

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Pop Séries. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Pop Séries poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.